CulturaSlider

40º Aniversário do 25 de Abril nas ruas da cidade

 

A Câmara e a Assembleia Municipal de Ovar propõem um programa inovador para as Comemorações do 40º aniversário do 25 de abril, a decorrer na próxima sexta-feira, a partir das 09h30, no centro da cidade de Ovar.

De entre muitas novidades, destaque para a Sessão Solene que terá lugar em plena Praça da República, e outras iniciativas que igualmente decorrerão no espaço público, perspetivando o envolvimento da população nestas comemorações, recordando uma revolução que teve lugar na rua.

O programa arranca na quinta-feira à noite, pelas 22 horas, com a exibição do filme “Comboio Noturno para Lisboa”, no Museu Júlio Dinis, no âmbito da iniciativa “5ª à noite no Museu”.

Na sexta-feira, pelas 09h30, decorre a Guarda de Honra pelas Corporações dos Bombeiros Voluntários de Ovar e Esmoriz e Hastear das Bandeiras, seguindo-se uma visita ao Largo da Família Soares Pinto (Neptuno), onde vários artistas e designers vareiros criam obras evocativas do 25 de Abril.

No âmbito da iniciativa “25 de Abril – 40 anos, 40 murais”, Xavier Almeida e Liberato Mota vão criar um dos 40 murais no Parque Marquês do Pombal, em Ovar. Esta iniciativa promovida pela Associação Portuguesa de Arte Urbana pretende celebrar os 40 anos do 25 de Abril de 1974, através da criação de 40 murais, em 40 concelhos do país.

As comemorações do 40º aniversário do 25 de abril prosseguem no Parque Ambiental do Buçaquinho e, pelas 11 horas, a CMOvar e a Fundação de Serralves dinamizam a Oficina Lagoas do Buçaquinho. Dedicada às famílias, esta oficina pretende demonstrar que há Vida nas lagoas…

Às 15 horas terá lugar, na Praça da República, a Sessão Solene da Assembleia Municipal de Ovar que, para além das habituais intervenções dos presidentes da Câmara e Assembleia Municipal e dos líderes dos Grupos Parlamentares com assento neste órgão, contará com momentos musicais e de poesia dedicados a estas comemorações.

O 25 de abril em Ovar termina com o concerto “Liberdade”, de Sérgio Godinho, que apresenta um espectáculo que viaja até aos primeiros dias da Revolução de Abril. Sérgio Godinho recorda algumas das suas canções mais emblemáticas, acrescentando-lhes “Os Vampiros”, de Zeca Afonso, tema que, de resto, já incluíra no seu último álbum, “Caríssimas Canções” (2013).
O concerto “Liberdade” recupera outras canções anteriores ao 25 de Abril, como “Que Força é Essa?” ou “Maré Alta”, retiradas do primeiro álbum de Sérgio Godinho, “Os Sobreviventes” (1972).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta