CulturaSlider

A festa da “Grande Família” do Orfeão de Ovar

Realiza-se este domingo, em duas sessões, no CAO

[themoneytizer id=”16574-1″]

 

O concerto de encerramento do ano lectivo da Academia de Música do Orfeão de Ovar (AMOO) está marcado para o próximo domingo. Contando com a participação do coro da academia, da orquestra de sopros e cordas e ainda com a presença especial de alguns antigos alunos, a festa reúne um total de 150 alunos, com idades entre os 6 e os 15 anos. “Isso obriga à realização de duas sessões no Centro de Artes de Ovar (CAO)- domingo, às 15h e às 18h30”, explica Sandra Henriques, directora pedagógica, por ser a única forma de “corresponder a todos os que manifestam vontade de assistir”.

“Uma grande família também neste sentido”, realça Regina Rodrigues, também da direcção pedagógica da instituição vareira, que enfatiza tratar-se de um espectáculo que dá muito trabalho.

“A primeira vez que reunimos para falar sobre o concerto final foi em janeiro, mas entretanto aconteceram muitas coisas, o que obriga a afinações no repertório e no guião”, lembra Regina. “A ideia base, essa ficou definida e não mudou: A Grande Família”, vinca Sandra.

Portanto, vai designar-se “A Grande Família”. Já sabemos que a direcção, docentes e alunos da AMOO formam uma grande família, mas fomos à procura de saber mais aspectos organizativos do evento.

Quando termina o ano lectivo, é tempo de avançar com os ensaios. “É tudo muito compactado, temos que estar muito empenhados mas, felizmente, contamos com uma equipa que está muito disponível a colaborar em todos os aspectos, que não passam só pela música”.

Há um guião para escrever, som e imagem para tratar, mas em equipa tudo se resolve e consegue, garantem as duas.

Descobrimos que os personagens principais serão o Piano, a Trompa e o Violoncelo e e que o espectáculo está na recta final da preparação. Regina Rodrigues e Sandra Henriques explicam que o evento, que mexe com toda a academia ovarense se integra numa ideia mais ampla de apresentar um concerto didáctico, no final de cada ano lectivo, mas que seja algo apelativo para toda a … família.

Normalmente, decorre no Centro de Arte de Ovar, com primazia dada à música, através da qual “aproveitamos, através de uma pequena história, para contribuir para a cultura geral dos alunos e do público que nos for ver”, sustenta Regina Rodrigues.

É este o espírito do concerto de encerramento no qual a AMOO procura mostrar um pouco do que foi a aprendizagem ao longo do ano. “Este ano, vamos fazê-lo na perspectiva das famílias dos instrumentos, procurando trazer luz sobre as relações entre eles”, desvenda Sandra Henriques.
Regina Rodrigues acrescenta que o guião assenta “numa brincadeira à volta dos naipes de instrumentos, com base nas picardias que existem entre instrumentistas, que são quase ‘private jokes’, mas muito facilmente perceptíveis por todos, pais incluídos, claro”.

Em suma, Sandra Henriques e Regina Rodrigues garantem um domingo bem passado, musical e em contacto com o público. “As artes performativas precisam do eco do outro lado e esta é também uma experiência muito enriquecedora para os nossos alunos neste sentido”.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta