Quinta-feira , 26 Abril 2018
Ler também:
A lampreia passa sempre primeiro pela Ria

A lampreia passa sempre primeiro pela Ria

O Cais de Pardelhas, na Murtosa, acolhe este fim-de-semana, o XXI Festival da Lampreia e do Sável da Ria, “o primeiro de um conjunto de eventos que vamos ter este ano”, anuncia o presidente da Câmara, Joaquim Baptista.

O evento, com almoço a partir das 12.30 horas – “é já uma tradição de uma coisa que não tinha tradição nenhuma entre nós”, realça o autarca que passa a explicar: “Há uma escassa dúzia de anos, a lampreia era uma espécie completamente desconhecida dos murtoseiros, excepção feita aos pescadores que sabiam que ela existia na Ria e a capturavam e sempre a tiveram como factor importante na actividade económica”. No entanto, na actividade hoteleira, era prato que não entrava nas ementas.

Joaquim Baptista faz justiça à Confraria do Barco Moliceiro que está a fazer um trabalho notável para a “integrar entrar nos nossos hábitos alimentares, lançando-nos este desafio colectivo de introduzir o consumo da lampreia nos nossos hábitos gastronómicos”.

Trata-se de uma espécie abundante e, embora muitos desconheçam, “é daqui que ela parte para grande parte dos destinos de consumo por excelência e não fazia sentido nenhum que a murtosa também não fosse um deles”, revela o presidente da autarquia.

Hoje, há vários restaurantes a confeccionar muito bem a lampreia – “não seremos um daqueles destinos icónicos da lampreia, mas começamos a sentir que é um prato procurado”, afiança Joaquim Baptista.

Por ser, claramente, um prato sazonal, o “festival vem dar essa visibilidade de podermos consumir lampreia capturada na Murtosa, trazendo até nós muita gente de fora”. O edil sabe que ainda há um caminho a percorrer para que a espécie se torne mais consensual na região, mas já um conjunto de restaurantes locais que aderem sempre.

O município ajuda na organização do ponto logístico, financeiro e promocional, numa aposta que o presidente da Câmara Municipal da Murtosa garante que é para continuar.

Para além da degustação da lampreia, o programa do festival inclui um conjunto de actividades que têm por objectivo dar a conhecer, aos visitantes, a beleza do território murtoseiro, nomeadamente um passeio de moliceiro pela Ria e visitas guiadas, em bicicleta, ao percurso nascente do NaturRia.

Deixe uma resposta