LocalSlider

Águas do Centro Litoral assume responsabilidade de descarga no rio Cáster

A Águas do Centro Litoral informou a Câmara Municipal de Ovar que a descarga poluente ocorrida no passado dia 14, resultou de “uma obstrução no Emissário do Cáster, o qual foi resolvido no dia 15 de agosto de manhã”. Em resposta a um pedido de esclarecimento solicitado pela Câmara Municipal de Ovar, a Águas do Centro Litoral  garante que, “nessa altura foram restabelecidas as condições normais de funcionamento daquela Estação Elevatória”.

Tendo sido alertada para a ocorrência de uma descarga de grande dimensão no Rio Cáster, na passada segunda-feira, dia 14 de agosto, a Câmara Municipal de Ovar, através da Divisão de Ambiente, efectuou diligências no sentido de descobrir o foco de poluição.

Segundo nota da Edilidade, foi “identificada como possível causa, a descarga, de emergência, de efluente da rede em alta da SIMRIA, ocorrida em zona florestal, de difícil acesso, no concelho de Santa Maria da Feira”.

O Município agiu e solicitou, assim, à Águas do Centro Litoral (SIMRIA) a assunção de medidas urgentes para fazer cessar esta descarga no Rio Cáster. Em simultâneo, foram informados a ARH Centro – APA (Agência Portuguesa do Ambiente) e GNR, entidades competentes para autuação nesta matéria.

A Edilidade vareira reafirma que “o ambiente é prioritário” e que está atenta e que “continuará a actuar no âmbito das suas competências, sobretudo de fiscalização, accionando os mecanismos legais existentes e adequados à resolução de cada situação”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta