Opinião

Alimentação segundo o Grupo Sanguíneo (IV – Conclusão)

Sangue Tipo AB
Necessitam de uma dieta equilibrada contendo um pouco de tudo.
Alimentos Positivos: 
Carnes: carneiro, coelho, cordeiro e peru
Peixes: atum, bacalhau, cavala, sardinha, garoupa, truta
Lacticínios: coalhada, iogurte, mozarela, ricota, queijo cottage
Frutas: abacaxi, ameixa, cereja, figo, limão, kiwi, uva, framboesa
Verduras: aipo, alho, beterraba, beringela, brócolos, couve-flor, pepino
Cereais: arroz, farinha de centeio, de trigo, aveia
Outros: caril, alho, missô, gengibre, camomila

Alimentos Neutros: 
Carnes: faisão, fígado
Peixes: arenque, linguado, carpa
Lacticínios: leite e queijo de soja, leite desnatado, requeijão
Frutas: ameixa seca, pêra, passas, mamão, maçã, pêssego
Verduras: broto de bambu, cebolinha, escarola, agrião, vagem
Cereais: cevada, germe de trigo, granola
Outros: açafrão, mel, açúcar, melaço, chocolate, vinho

Alimentos Negativos: 
Carnes: bovina, frango, porco, presunto e vitela
Peixes: anchova, camarão, caranguejo, lagosta, linguado, ostra, mexilhão, siri
Lacticínios: leite integral, creme de leite, queijo parmesão, brie, provolone, Roquefort, manteiga
Frutas: banana, caqui, goiaba, laranja, manga
Verduras: alcachofra, milho verde, nabo, pimentão, rabanete
Cereais: farinha de cevada, de milho, trigo sarraceno, cereais matinais, amido de milho
Outros: alcaparras, tapioca, vinagre, mel de milho, anis, maizena, malte de cevada, pimenta do reino e vermelha

Observação importante para todos tipos sanguíneos:
Existem 6 alimentos que para um bom resultado do tratamento devem ser evitados (não exagerar): Leite, Cebola, Tomate, Laranja, Batata e Carne Vermelha.

Apesar de gostarmos do sabor, na verdade alguns alimentos não exercem uma boa ação no nosso organismo. Em função de cada tipo de sangue, poderemos nesta tabela encontrar os alimentos que podemos e devemos consumir, adequados ao nosso grupo sanguíneo e que certamente terão um papel fundamental no equilíbrio do nosso metabolismo.
Assim, quando aparecem alguns desconfortos digestivos ou de outra ordem, indisposições que não compreendemos e que eventualmente nos deixem apreensivos, poderemos através da consulta desta tabela, perceber se estamos a comer alimentos positivos para o nosso organismo.
Em caso de desajuste, poderemos fazer a experiência de, durante uns tempos, abstermo-nos de ingerir os alimentos negativos assinalados  para o nosso grupo RH e no final teremos certamente a agradável surpresa de ficarmos a saber que, quanto maior afinidade a nossa alimentação tiver com o nosso grupo sanguíneo, melhor nos sentiremos e maior é a nossa qualidade de vida.
Este exemplo de regra alimentar não deve ser interpretado com nenhuma espécie de fundamentalismo, mas deve ser apreciada e adotada na nossa dieta diária, sempre que podemos e sempre que o nosso organismo nos dê sinais de que poderíamos estar melhor, fazendo algumas alterações nos nossos hábitos alimentares.

Luís Filipe Silva
Naturopata – Especialista

A opinião dos nossos comentadores é da sua exclusiva responsabilidade e não vincula a linha editorial do OvarNews

Artigos relacionados

Deixe uma resposta