Sexta-feira , 26 Maio 2017
As Alminhas do Padre Vermelho – Paulo Bonifácio

As Alminhas do Padre Vermelho – Paulo Bonifácio

Segundo o autor da “História Religiosa de Ovar” (Algumas Achegas), estas serão as “Alminhas do Padre Correia Vermelho”.
No local onde se encontram, a Rua do Loureiro mede pouco mais de 2 metros.

A autora de “Júlio Dinis – Um Diário em Ovar”, Dra. Maria Adelaide Chaves, aponta duas versões para a origem destas Alminhas, no centro de Ovar, numa das suas ruas mais antigas:

– Um dia uma criança terá sido esmagada de encontro ao muro por um carro de bois que ali passava. Tendo as Alminhas sido feitas para os passantes rezarem pela sua alma;

– Naquele lugar apareciam almas penadas a desoras. Fizeram-se as alminhas para lhes dar sossego e as fazer desaparecer.
Pessoalmente acredito mais na primeira versão.

Paulo Bonifácio
11.05.20178

Deixe uma resposta