Política

“As pessoas são o mais importante” – Salvador Malheiro

A abrir o “Smart Cities Sessions”, que decorreu ontem, na Escola da Artes e Ofícios de Ovar, o presidente da Câmara de Ovar destacou a importância do evento, mas lembrou que “as pessoas são o mais importante”

Salvador Malheiro defendeu que a tecnologia seja colocada ao serviço das populações, mas “temos de ter cidades inclusivas, em que todos são tratados por igual”.

Antecipando o Dia Mundial do Ambiente, realçou o papel da mancha florestal de Ovar, a “primeira verdadeiramente consolidada a Sul do Porto”. Uma área de 50 quilómetros de floresta, constituída essencialmente por pinheiro bravo e eucalipto, “que consome 100 mil toneladas de carbono por ano”.

Num evento enquadrado nas comemorações municipais do Dia Mundial do Ambiente, frisou: “É importante ter a noção destes números. Sobretudo, num território que produz 200 mil toneladas por ano, este é um valioso sumidouro de carbono”.

O nível de produção de carbono em Ovar fica a dever-se, acrescentou, ao facto de “termos um tecido industrial muito empregador, trabalhador e resiliente, atento às novas tecnologias e moderno”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta