LocalSlider

Base de Maceda dá formação para transportar matérias perigosas

Greve prevista para 12 de agosto

É na Base Aérea de Maceda que está a decorrer uma das formações promovidas pelo Governo para formar motoristas do Estado que consigam conduzir veículos de matérias perigosas em caso de greve, prevista para 12 de agosto.

De acordo com o jornal Eco, esta medida foi assumida numa reunião do Centro de Coordenação Operacional Nacional, onde foi decidido avançar para um simulacro que pretende testar os corredores de emergência. por outro lado, militares da GNR e agentes da PSP com carta de pesados começaram esta quarta-feira a receber essa formação que vai ocorrer até sexta-feira.

Segundo o Correio da Manhã, o Governo começou por fazer um levantamento dos agentes de segurança que tinham carta de pesados (C+E), adiantando que cada comando da PSP indicou dois a três agentes.

A formação destes motoristas “integra a aprendizagem de materiais, de sinalização, de equipamentos de protecção, a responsabilidade dos motoristas nos transportes das matérias perigosas e ainda exercícios práticos junto dos bombeiros, com formação de primeiros socorros, combate a incêndios e modo de atuação em acidentes”.

Apesar da formação poder ser feita em pouco tempo — 24h para a formação base mais 16 horas para a formação específica para combustíveis –, o exame é sempre feito no último dia útil do mês no Instituto da Mobilidade e Transportes, ficando os condutores habilitados ao transporte de matérias perigosas após aprovação no exame e depois de receberem o cartão de motorista.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta