Política

BE diz que híbrido é mais poluente que carro anterior

 

O BE requereu hoje à Assembleia Municipal esclarecimentos sobre a nova viatura do executivo camarário, criticando o seu elevado preço.

Em causa continua o automóvel utilizado pelo presidente da Câmara, Salvador Malheiro, que a coordenadora bloquista critica por ser “uma viatura de luxo” que custa cerca de 2.000 euros por mês em regime de ‘leasing’.

“É uma viatura de luxo cujo modelo base, novo, tem um custo superior a 130.000 euros, isto é, mais do que o dobro do custo de um veículo equivalente ao que estava anteriormente ao serviço do Presidente da Câmara. Não obstante ser um veículo híbrido, tem emissões de CO2 superiores ao [veículo] que estava anteriormente ao serviço e, por essa e outras razões, deita por terra o argumento da sustentabilidade e transição energética”, diz o BE em comunicado.

A coordenação local do partido preferia que o presidente da Câmara optasse por outra viatura “que não retire dignidade ao cargo que ocupa, mas [que seja] menos luxuosa e ostentativa” – mesmo que ainda apostada na transição energética.

Salvador Malheiro remete para a Assembleia Municipal todos os esclarecimentos sobre o assunto.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta