CarnavalEspecial Carnaval 2019Slider

Bombos e o Diabo à solta na abertura do Carnaval

[themoneytizer id=”16574-1″]

São carnavais diferentes, mas a folia em Ovar também tem a sua raiz no entrudo que se pratica em Portugal e na Galiza, derivando ano após ano para o que é hoje.

Ontem, à noite, apesar da ameaça de chuva, as ruas encheram-se de gente para ver essas personagens diabólicas a correr e a saltar, metendo-se com as pessoas e convidando-as a participar na festa. A tradição vem de tempos imemoriais e diz que são os jovens solteiros que encarnam estas personagens, acompanhados por chocalhos, tenazes, bexigas inchadas… etc, com os quais tentam assustar a população.

E levam a tarefa tão a sério que quase nem jantaram. Os Cigarron de Verin, por exemplo, têm que vestir um espartilho com 22 kg e tão apertado que não podem encher a barriga.

Os representantes de outros entrudos foram convidados pela Câmara Municipal, recebidos no Centro de Arte de Ovar e depois visitaram a Aldeia do Carnaval, mostrando-se muito admirados com o “grau de organização” das festividades ovarenses.

A festa terminou no Mercado Municipal com um épico despique de bombos com a participação do Grupo de Santa Maria de Jazentes, do Grupo de Bombos de Santiago Figueiró, dos Bombos de Santo André, do Grupo de Bombos S. Lourenço e do Grupo de Bombos Darque.

Assim acabou a noite de ontem. Grande entrega de todos os grupos presentes, com grandes espírito de camaradagem entre todos. Quem é que nos pára?!???

Publicado por Bombos S. Sebastião – Darque em Domingo, 10 de fevereiro de 2019

(Veja o vídeo da airinformação)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta