EmpresasSlider

Bosch na vanguarda de soluções para as casas inteligentes

O Primeiro-Ministro, António Costa, e o Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, estiveram na sexta-feira, dia 2, na Bosch Termotecnologia, em Aveiro, para a cerimónia de assinatura do projeto Smart Green Home. Esta parceria entre a Bosch e a Universidade de Aveiro terá um investimento de 18,8 milhões de euros até 2019. Os membros do Governo inauguraram ainda o novo edifício de Investigação e Desenvolvimento (I&D), construído para receber mais pessoas para a equipa de I&D que dará suporte ao Smart Green Home. Cerca de 150 novos colaboradores altamente qualificados serão contratados para o projeto, o que vai permitir o desenvolvimento de soluções inovadoras para ambiente doméstico, com uma percepção de conforto melhorada, associada a uma maior sustentabilidade e menor impacto ambiental.

Para o Reitor da Universidade de Aveiro, Manuel António Assunção, “estamos perante um projeto que vem confirmar a importância que a Universidade de Aveiro atribui à cooperação com o tecido empresarial, colocando o conhecimento nela gerado ao serviço das empresas e da economia do país. É uma iniciativa exemplar de cooperação universidade-empresa abrangente, envolvendo investigadores nas áreas de TICE, Energia, Ambiente e Materiais, que desenvolverão investigação multidisciplinar em colaboração com Bosch, visando o desenvolvimento de produtos inovadores”.

O Smart Green Home irá centrar-se, essencialmente, em seis linhas de I&D de produtos e serviços: bombas de calor e sistemas de condicionamento e tratamento de ar; aquecimento por combustão de gás; aquecimento elétrico; tratamento de água; interface e comunicação para equipamentos de conforto; e controlo integrado de sistemas residenciais. A Bosch e a Universidade de Aveiro farão uma investigação integrada em conectividade, energias renováveis, eficiência energética, reciclagem e materiais inteligentes para soluções inovadoras em residências sustentáveis, com o máximo conforto e segurança.

Para Sérgio Salústio, Vice-Presidente Sénior de Engenharia de Produto da Bosch Termotecnologia, “ao estabelecermos esta parceria com a Universidade de Aveiro estamos a possibilitar o desenvolvimento de tecnologias que marcam o presente e moldam o futuro. Com este projeto criaremos soluções inovadoras que, não só aumentam a qualidade de vida das pessoas, mas também tornam as casas inteligentes ainda mais sustentáveis. Tudo isto a partir de Portugal.”

Com o Smart Green Home, a Bosch em Aveiro pretende conseguir novas oportunidades de negócio nos vários segmentos em que atua. Rüdiger Saur, Presidente da Bosch Termotecnologia, explica que “a forte colaboração com a Universidade de Aveiro, através do projeto Smart Green Home, vai permitir o reforço das competências de I&D da empresa e a expansão do portfólio de soluções desenvolvidas em Aveiro. Com este projeto, pretendemos continuar a crescer e a responder às necessidades do mercado global. Ou seja, criaremos soluções cada vez mais eficientes e com um custo competitivo que possa ser suportado pelos mais de 60 países para os quais exportamos.”

A partir de Aveiro, a empresa gere a unidade de negócios de soluções de água quente para todo o Grupo Bosch e desenvolve e fabrica aparelhos de aquecimento a gás, aparelhos de aquecimento elétricos e bombas de calor. Em 2014, a Bosch Termotecnologia iniciou um novo ciclo de desenvolvimento com atividades de I&D para soluções de climatização e conetividade para a casa do futuro. Estas atividades elevaram para 170 o número de investigadores e especialistas em engenharia a trabalhar na Bosch em Aveiro, sendo 47 os novos colaboradores desde o início do ano.

Para além do Primeiro-Ministro e do Ministro da Economia, estiveram presentes na cerimónia o Reitor da Universidade de Aveiro, Manuel António Assunção; o Presidente da Câmara de Aveiro, José Ribau Esteves; os Secretários de Estado da Internacionalização e da Indústria, Jorge Costa Oliveira e João Vasconcelos; os administradores da Bosch, Rüdiger Saur, Sérgio Salústio e Carlos Ribas; o Presidente e o Administrador da AICEP, Miguel Frasquilho e Luís Henriques; bem como representantes da FCT e do Compete, entre outros.

O Grupo Bosch

A Bosch é representada em Portugal pela Bosch Termotecnologia, em Aveiro, a Bosch Car Multimedia Portugal, em Braga, e a Bosch Security Systems – Sistemas de Segurança, em Ovar, que desenvolvem e fabricam uma larga gama de produtos, a maior parte dos quais exportados para os mercados internacionais. O Grupo possui ainda um escritório de vendas e a empresa BSH Electrodomésticos, situados em Lisboa. Com cerca de 3.600 colaboradores, a Bosch é um dos maiores empregadores industriais de Portugal e gerou, em 2015, 933 milhões de euros em vendas.

O Grupo Bosch é líder mundial no fornecimento de tecnologia e serviços. A empresa emprega mais de 375.000 colaboradores em todo o mundo (a 31.12.2015), que contribuíram para gerar uma faturação de 70,6 mil milhões de euros em 2015. As operações do Grupo estão divididas em quatro áreas de negócio: Soluções de Mobilidade, Tecnologia Industrial, Bens de Consumo, e Tecnologia de Energia e Edifícios. O Grupo Bosch é composto pela Robert Bosch GmbH e cerca de 440 subsidiárias e empresas regionais presentes em aproximadamente 60 países.

Incluindo os representantes de vendas e serviços, a Bosch está presente em cerca de 150 países. Esta rede mundial de desenvolvimento, produção e distribuição é a base para a continuidade do crescimento. Em cerca de 118 localizações em todo o mundo, a Bosch empresa 55.800 colaboradores em investigação e desenvolvimento. O objetivo estratégico da Bosch é fornecer inovações para uma vida conectada. Os produtos e serviços do Grupo Bosch são concebidos para cativar e melhorar a qualidade de vida das pessoas através de soluções inovadoras e úteis. Desta forma, a empresa oferece mundialmente “Tecnologia para a Vida”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta