Política

CDS-PP questiona Governo se vai dotar hospital de mais meios

Os deputados do CDS-PP, João Almeida e António Carlos Monteiro, eleitos pelos círculo de Aveiro, acompanhados por Isabel Galriça Neto e Teresa Caeiro, deputadas da Comissão de Saúde, questionaram o Governo sobre o Hospital de Ovar.

Na pergunta dirigida ao Ministro da Saúde, os deputados do CDS-PP querem saber se o responsável pela pasta vai dotar o hospital Dr. Francisco Zagalo, de mais valências, nomeadamente, de um Serviço de Urgência Básica, que possa servir melhor a população do concelho, evitando o seu encaminhamento para Santa Maria da Feira em situações de menor gravidade, e, ainda, se pretende dotar o hospital de mais recursos humanos e equipamentos.

Recordam que o hospital já esteve na iminência de encerrar, “consequência da desvalorização de valências que ocorreu ainda no tempo da anterior governação socialista”. “Acreditamos que o encerramento da maternidade foi, na altura, o início deste processo de desvalorização a que o hospital de Ovar foi sujeito”.

Como seria expectável, “todas as incertezas que se foram levantando relativamente ao funcionamento e ao futuro do hospital geraram um clima de insegurança junto da população, que ainda hoje se mantém”.

Por este motivo, o Grupo Parlamentar do CDS-PP questionou o Governo, inclusivamente, na anterior Legislatura, relativamente ao futuro deste hospital, sublinhando que é “importante que possa dar resposta aos utentes com pequenas urgências”. A título de exemplo, não lhes parece fazer sentido que “um utente com um simples corte num dedo tenha de ser encaminhado para o hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira (Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga, E.P.E.), apenas para ser suturado, sobrecarregando, assim, as urgências deste hospital”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta