Cultura

Estarrejazz´19 com nomes incontornáveis do jazz nacional

A 14.ª edição do Estarrejazz – Festival de Jazz de Estarreja arranca esta quinta-feira, dia 3, com um cartaz inteiramente dedicado ao jazz nacional.

No primeiro fim de semana há três concertos imperdíveis no palco do Cine-Teatro de Estarreja (CTE). Às 21h30, Tomás Marques Quinteto abre o festival com um concerto que revela um jazz moderno, muito próprio deste grupo de amigos composto pelo jovem saxofonista estarrejense Tomás Marques, Augusto Baschera (guitarra), Óscar Graça (teclado), Rodrigo Correia (contrabaixo), e Diogo Alexandre (bateria).

Salvador Sobral desafiou o pianista cubano Victor Zamora para cantar alguns dos intemporais clássicos cubanos, mas também de outros países da América Latina, como a Argentina, com arranjos de jazz. Nasceu assim o projeto Alma Nuestra ao qual se juntou ainda Nelson Cascais (contrabaixo e direção musical) e André Sousa Machado (bateria). Na sexta-feira, dia 4, às 21h30, o CTE enche-se para ouvir Salvador Sobral e os seus amigos, acompanhados pela La Orquestra Remolacha, para um concerto quente com ritmos contagiantes.

A fechar este fim de semana João Paulo Esteves da Silva apresenta “Brightbird”, acompanhado pelo contrabaixista Mário Franco e o baterista Samuel Rohrer. A música proposta pelo trio toca no sábado, dia 5, às 21h30, e combina toda aquelas qualidades que costumam garantir o êxito deste formato de jazz mais clássico, com um pé na música de câmara.

De 10 a 12 de outubro, é tempo de assistir aos concertos de Desidério Lázaro, Elas e o Jazz, e da Orquestra de Jazz de Estarreja com Luís Portugal. Os espetáculos são sempre às 21h30 no palco do CTE.

Os bilhetes para o Estarrejazz encontram-se à venda e podem ser adquiridos na Bilheteira do CTE ou no site da BOL – Bilheteira Online. A CP – Comboios de Portugal apoia a divulgação do Estarrejazz’19 – Festival de Jazz de Estarreja.

São 13 anos de divulgação de jazz que já trouxe ao Estarrejazz nomes como Salvador Sobral, Mária João, Bernardo Sassetti, Mário Laginha, Bernardo Moreira, Carlos Bica, Jeff Davis, Mário Delgado, Perico Sambeat, Carlos Barretto e Carles Benavent, sem esquecer o cantor norte-americano Kurt Elling.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta