CarnavalEspecial Carnaval 2019Slider

Este é o melhor Carnaval do Mundo!

 

O grande corso do Carnaval de Ovar de hoje teve lotação esgotada, acompanhado por mais de 25.000 pessoas. O presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro, disse à Lusa que a procura de bilhetes “permite um retorno financeiro importante para o evento, que ainda não chegou à autossuficiência financeira, mas está a chegar a esse objectivo”.

As expectativas da organização recaem principalmente sobre o corso de terça-feira, que voltará a ter disponíveis 25.000 lugares, mas cuja realização ainda está “em dúvida devido às condições climatéricas”.

A abrir o grande corso, a Escola de Samba Juventude Vareira, com o samba enredo “Filhos da Devoção” que relaciona o sagrado e o profano, unindo-os num só. Logo a seguir o primeiro grupo carnavalesco. Os Zuzucas alegraram a imensa plateia com uma paródia a várias lendárias figuras portuguesas, cujo nome está associado
às épicas vitórias dos portugueses. Os Marroquinos transportaram-nos até Londres e as Barulhentas encheram-se de ritmo e colorido com as russas “Matrioskas”.

A dançar, os Marados fizeram da avenida uma salão de dança frentético. Quem disse que Não Precisa? O Imperador César é que sabe o que é preciso e, no cortejo, todos tiveram que obedecer.
“Soy loco por ti América” foi o enredo dos Kan-Kans que trouxe o Tio Sam a sambar até cidade de Ovar.
O mar voltou à avenida pelos Pierrots e os Bailarinos de Válega emocionaram na homenagem a Frida Khalo. Rir foi a palavra de ordem dos Hippies, com a aventura de um casal à pesca.


As Joanas-do-Arco-da-Velha esgrimiram argumentos belos e fortes e logo depois, as Carrucas aceleraram nas “Vespas”.
A escola de samba Costa de Prata não deixou créditos por mâos alheias no enredo “Bharat – O Mundo das mil cores”, seguida logo dos Condores a brincar com os seus 60 anos de vida.

O “Amor entre Nozes” trouxe harmonia dos Levados do Diabo e logo a seguir as Palhacinhas adocicaram o corso com o tema “Yummiii!!!”. “No Mesmo Tom”, os Pinguins não desafinaram, nem os Garimpeiros, mas estes afiaram e bem. A escola de samba Charanguinha homenageou Júlio Verne, os Catitas saíram da caixa, enquanto que os Vampiros fizeram da avenida um ginásio divertido.


Ritmos latinos foi a proposta das Melindrosas, com os Pindéricus a brincar ao circo de forma ousada e colorida. O Panda KungFu foi a estrela dos Xaxas, fecham o corso o Preto no Branco e o Carro do Rei. Terça-feira há mais!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta