Local

Executivo aprova a aquisição de espaço para a instalação do Pólo de Saúde de Maceda

A Câmara Municipal vai investir 300 mil euros na aquisição de uma fracção autónoma de um prédio pertencente ao Centro Social e Paroquial de São Pedro de Maceda, tendo em vista a instalação do Pólo de Saúde de Maceda, da Unidade de Saúde Familiar Laços. Esta aquisição foi aprovada, por unanimidade, na reunião do executivo municipal.

Assim, com o objectivo de garantir as condições necessárias e dignas para a prestação de cuidados médicos e de saúde, e a qualidade de atendimento dos utentes, a autarquia encetou diligências, em articulação com a Junta de Freguesia de Maceda e a Administração Regional de Saúde do Centro, junto do Centro Social e Paroquial de São Pedro de Maceda, tendo em vista a aquisição de espaço e posterior realização das obras necessárias para acolher o Pólo de Saúde de Maceda, da Unidade de Saúde Familiar Laços.

Trata-se de um espaço com uma localização estratégica, numa zona nobre e central da freguesia de Maceda, que além de acolher o novo pólo de saúde da freguesia, permitirá também a instalação e o desenvolvimento de outras valências multisserviços, nomeadamente de cariz social e associativo, destinadas à satisfação de necessidades colectivas, em especial da população macedense, que há muito eram desejadas.

Preços dos fogos de habitação
social uniformizados

Nesta reunião do executivo municipal foi aprovada, por unanimidade, uma proposta de uniformização dos preços técnicos dos 150 fogos de habitação social da autarquia. Trata-se de uma proposta que integra o Plano estratégico de Habitação Social, constante do plano de ação municipal, e que, entre outras medidas, visa “uniformizar critérios de aplicação das rendas sociais”.

Nesta matéria, a vereadora da Ação Social, Ana Cunha, referiu que “este passo era fundamental e necessário para garantir a uniformização das rendas sociais. Com este trabalho complexo e moroso que teve em conta inúmeras variáveis mas que era necessário, conseguimos ter uma classificação de todos os fogos de habitação social do município.”

De que referir que a Câmara Municipal detém e gere o Parque de Habitação Social do concelho, constituído, atualmente, por 150 fogos, sendo que, após a conclusão da empreitada de construção de 30 fogos de habitação social na Praia de Esmoriz, o Parque de Habitação Social do Município de Ovar passará a contar com 180 fogos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta