LocalSlider

GNR fez strip em bar de Esmoriz

 

O militar que deu espetáculos de striptease vai a tribunal por levar consigo a arma de serviço.

O cabo da GNR, Pedro Almeida, de 32 anos, fez quatro espectáculos de strip no mesmo dia. De farda no corpo, pelo menos no início do espetáculo, com as algemas e a arma de serviço à cintura, o stripper foi fotografado na sua última atuação, o bar Love Club, em Oliveira de Azeméis.

A 8 de março deste ano, Dia da Mulher, o militar já tinha passado por outros três estabelecimentos: o restaurante Alcazar, em Castelo de Neiva, de seguida a Quinta do Marachão, em Esponsede, e depois a discoteca Smile, em Esmoriz, revela o ‘Jornal de Notícias’.

Pedro Almeida é agora acusado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto do crime de comércio ilícito de material de guerra por causa da arma de serviço que levou consigo. Nesse dia, Pedro não cumpria as suas funções no posto de Carvalhos, em Vila Nova de Gaia, por estar de folga, não estando assim autorizado a usar a arma.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta