CulturaSlider

I Gala do Orçamento Participativo será em Novembro

A Câmara Municipal de Ovar apresenta, esta quarta-feira, os resultados definitivos relativos ao primeiro Orçamento Participativo dinamizado no Município de Ovar e que atribuiu 100.000 euros à proposta mais votada entre os meses de agosto e setembro.

Pela primeira vez na história do município, a população residente, natural, trabalhadora ou estudante, foi ouvida e decidiu como aplicar parte dos recursos públicos geridos pela autarquia.

Durante o mês de maio, 80 participantes apresentaram mais de 90 propostas das quais 40 foram selecionadas. Apenas 2 propostas foram excluídas – por ultrapassarem o montante estipulado – tendo passado à fase de seleção 38 propostas que variavam entre a construção de polidesportivos, requalificação de armazéns públicos, instalação fotovoltaicas e projetos imateriais como bolsas de mérito, campanhas antitabágicas ou arquivos de sons e imagens.

Um dos fatcores de sucesso deste processo foi a envolvência das forças vivas da sociedade que, pelas mais variadas formas, promoveram o Orçamento Participativo, divulgando, apelando ao registo e consequentemente ao voto.

O apuramento geral, que terminou no passado dia 30 de setembro, revelou 13.600 votos válidos, o que representa cerca de 25% da população residente no concelho.

De sublinhar que as primeiras cinco propostas ultrapassaram individualmente a fasquia de um milhar de votantes, tendo a primeira proposta recebido quase quatro mil votos.
Considerando a elevado nível de participação e a envolvência das populações, a Câmara Municipal de Ovar decidiu organizar a I Gala do Orçamento Participativo de Ovar, que se realizará em novembro próximo, no Centro de Arte de Ovar, de forma a homenagear todos aqueles que mantêm activa a chama da democracia representativa.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta