Cultura

“J’accuse – O Oficial e o Espião” em estreia nacional

Paris, 1894. Alfred Dreyfus (Louis Garrel), oficial francês de origem judia, é acusado de espionagem por, supostamente, ter passado informações de carácter militar aos alemães. Como consequência, é condenado a prisão perpétua na Ilha do Diabo (Guiana Francesa). Intrigado com a forma como todo o processo decorreu, o coronel Georges Picquart (Jean Dujardin) decide investigar o caso, descobrindo que, tal como suspeitava, os documentos que incriminavam Dreyfus tinham sido falsificados.

“J’accuse – O Oficial e o Espião” estreia hoje no cinema Dolce Vita Ovar. Um drama histórico com assinatura de Roman Polanski (“Repulsa”, “O Pianista”, “O Escritor Fantasma”, “O Deus da Carnificina”, “Vénus de Vison”), que adapta o romance “An Officer and a Spy”, de Robert Harris, que também assina o argumento. O nome do filme refere-se ao título da carta que o consagrado escritor Émile Zola (1840-1902) publicou no jornal “L’Aurore” a 13 de Janeiro de 1898, dirigindo-se a Félix Faure (1841-1899), na altura Presidente da República Francesa, acusando membros do exército e do Governo de cumplicidade na condenação por traição de um inocente: o oficial de artilharia judeu Alfred Dreyfus (1859-1935). Esse incidente envolveu toda a sociedade francesa e incendiou a opinião pública.

ESTREIA NACIONAL

30 jan a 5 de fev

ITA/FRA, 2019, Cores, 132 min.

De: Roman Polanski
Com: Jean Dujardin, Louis Garrel, Emmanuelle Seigner
Género: Drama, Thriller, Histórico

Artigos relacionados

Deixe uma resposta