CulturaSlider

Lançamento de “Onde Estão os Teus Olhos” na Biblioteca

A Biblioteca Municipal de Ovar acolhe, esta sexta-feira, pelas 18h30 horas, o lançamento do livro “Onde Estão os Teus Olhos”, estreia da vareira Bárbara Andrez na literatura infantil.

A autora diz que já está com “nervoso miúdinho”, pois não é todos os dias que alguém se estreia “nestas andanças dos livros com a editora Doninha Ternurenta”.

A escolha do local também é emocional: “Só a Biblioteca Municipal de Ovar faria sentido, pois foi lá que cresci como leitora… foi lá que descobri o sentido das palavras e o suspense de boas histórias”

A autora é artista plástica, designer gráfica, ilustradora e formadora. Já trabalhou como actriz e produtora cultural.
Actualmente, exerce funções de diretora técnica no Museu Escolar Oliveira Lopes, em Válega, Ovar. Mantém uma actividade formativa regular para crianças, jovens e adultos nas áreas de expressão dramática, plástica, escrita criativa e cinema de animação, nomeadamente, no âmbito do seu projecto “Fimtasia”.

Em 2007, começou a trabalhar em escolas do Ensino Básico, no âmbito das actividades extracurriculares. Fez parte do projecto “Porto Criança”, em 2013.
Os seus trabalhos tocam muitos universos, tendo a performance e a voz destaque, cruzando-se com a arte e o design.

O seu olhar constrói-se através de temas quotidianos, como por exemplo, as questões do feminino numa estreita ligação com a cultura cinematográfica. Procura no uso da palavra e da iconografia a percepção comunicativa directa.

Bárbara Andrez foi um dos cinco selecionados no concurso Jovens Ilustradores para o “Imaginarius 2014” e na mostra Jovens Criadores na categoria de artes plásticas.
Participou em várias exposições colectivas, mostras e residências artísticas.

Lança-se, agora, pela mão da editora Doninha Ternurenta, numa nova aventura como autora dos textos e das ilustrações do livro para crianças “Onde estão os teus olhos?”.

«O mundo é mais aconchegante quando nos sentimos muito perto das estrelas e da lua. Esta é a história de uma menina que admirava o céu e fazia disso o seu passatempo preferido. Mas ela estava sempre a fazer um pedido muito especial. Até que um dia, algo de curioso aconteceu. Só tu podes descobrir se precisamos mesmo de telescópios e outras invenções para que o céu seja diferente daquilo que os nossos olhos transmitem!»

Artigos relacionados

Deixe uma resposta