Quinta-feira , 26 Abril 2018
Ler também:
Mudança de hora: Cuide dos seus ritmos do sono

Mudança de hora: Cuide dos seus ritmos do sono

O Dia Mundial do Sono assinala-se, anualmente, na sexta-feira anterior ao equinócio da Primavera. É uma data com a qual se pretende sensibilizar a população para a importância do sono na saúde e bem-estar e ainda alertar que a qualidade de vida dos que têm perturbações do sono pode — e deve — ser melhorada.

Os ciclos de sono são essenciais ao bem-estar do organismo e são regulados pelos ritmos circadianos (do latim circa cerca de + diem dia). Estes ritmos são oscilações biológicas, de aproximadamente 24 horas, fundamentais para todas as células e seres vivos. Estas oscilações são condicionadas por estímulos como a luz/noite, temperatura, oxigénio e até exercício físico e alimentação. Para além do sono, muitos dos nossos processos fisiológicos variam também ao longo dessas 24 horas, como a produção de hormonas ou a temperatura corporal.

Estas variações cíclicas, que ocorrem no nosso organismo ao longo do dia, estão sincronizadas com o meio ambiente e essa sincronização é crucial para a nossa saúde e bem-estar. Neste sentido, o mau funcionamento dos relógios biológicos está associado a várias perturbações do sono, assim como ao desenvolvimento de outras doenças.

Em 2017, o Prémio Nobel da Medicina foi atribuído a três investigadores americanos que estudam os ritmos circadianos, o que vem reforçar a importância que a comunidade médica e científica confere a este tema. Em 2018, a World Sleep Society associa-se a este tema com o lema “Dê importância ao sono, cuide dos seus ritmos, desfrute a vida”.

A Associação Portuguesa de Sono (APS) e o Centro de Neurociências da Universidade de Coimbra (CNC) pretendem assinalar o Dia Mundial do Sono alertando a população para este relógio circadiano e a importância de atender aos seus ritmos para conseguir uma vida saudável.

No dia em que mudamos a hora, o desafio da APS e do CNC é que acertemos o relógio neste dia, que desfrutemos a vida, e que consigamos um melhor sono para todos.

Deixe uma resposta