CulturaSlider

Museu Escolar “fora de portas” viaja até à Maia

O Museu Escolar Oliveira Lopes (MEOL) estabeleceu uma parceria com a Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho, em Moreira da Maia, para realização de uma exposição intitulada “A Escola no Estado Novo”.

A exposição, que incluiu peças do espólio do MEOL, esteve patente no referido estabelecimento de ensino, entre 23 e 27 de abril de 2018, tendo sido visitada por muitos membros da comunidade educativa e outros residentes no concelho da Maia.

Esta iniciativa, segundo o director do MEOL, Augusto Pinho “faz parte de um conjunto diversificado de actividades levadas a cabo pela actual direcção da Associação dos Antigos Alunos da Escola Oliveira Lopes/Museu Escolar Oliveira Lopes, que pretende levar o MEOL para fora de portas e é ainda a prova evidente de que este espaço museológico é reconhecido como referência única no que diz respeito à história da educação em Portugal”.

Augusto Pinho assevera que “duas das prioridades no ano de 2018 têm sido a promoção de exposições itinerantes e a realização de workshops educativos em diversos espaços de Ovar e dos concelhos limítrofes e a consolidação da divulgação e da promoção de investigação científica sobre a história e o espólio do Museu Escolar Oliveira Lopes no meio universitário e da docência em Portugal”.

De facto, constata-se que diversas actividades educativas estão a ser levadas a cabo pela directora técnica, Bárbara Andrez, no âmbito do projeto “MEOL Fora de Portas”, realizadas dentro do universo das artes plásticas, que englobam experimentação e divulgação da história escolar, dinamizadas em diferentes faixas etárias, gratuitamente, em escolas, cooperativas de educação e reabilitação do cidadão inadaptado (cercis), lares de idosos e outros espaços do concelho de Ovar e de concelhos limítrofes.

As actividades em curso são: “Mapeando”, “Com cabeça e Torso” e “Textura e Gravuras”.

Por outro lado, já há documentação iconográfica que faz parte do espólio do MEOL que aparece nos manuais escolares de História e Geografia de Portugal para o 6.º ano, da Porto Editora.

O Museu Escolar Oliveira Lopes marcou ainda presença, no átrio do edifício da Junta de Freguesia de Válega, no passado dia 5 de maio de 2018, onde recebeu ex-militares da Companhia de Caçadores 4546, que estiveram na Guerra do Ultramar em Moçambique, apresentando a miniexposição “Raízes e Rostos: Memórias de Escola” que se traduziu, na prática, na exibição de algumas fotografias, carteiras e outras peças museológicas e ainda na realização de um workshop de caligrafia.

Augusto Pinho regozija-se ainda pelo “facto de se estar a verificar várias doações de espólio de particulares ao MEOL”, salientando, por exemplo, “a receção de quatro fotografias emolduradas ligadas à história da Família Alves de Oliveira, sendo uma delas uma fotografia do atual Jardim de Infância de Carvalho, datada de 1932”.
Ao mesmo tempo, acrescenta que “o legado dos Irmãos Oliveira Lopes tem de continuar a ser relembrado no presente junto da comunidade local para poder vir a ser perpetuado pelas gerações vindouras”.

Augusto Pinho termina, dizendo que “o MEOL tem sido muito contactado para a realização de visitas de estudo, pelo que, urge avançar-se com o projecto de museografia do MEOL, da autoria do Dr. João Borges”.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta