CulturaSlider

“O Tempo do Tempo” vai ao Cinanima

O filme “O Tempo do Tempo”, realizado feito no âmbito da Oficina de Cinema de Animação, que decorreu na Escola de Artes e Ofícios em Ovar, foi seleccionado para o Cinanima 2017 Prémio Jovem Cineasta (menores de 18 anos), de Espinho.

As oficinas decorreram no final de 2016, no âmbito do serviço educativo da Câmara Municipal de Ovar. Segundo conta Fátima Alçada, programadora do Centro de Arte de Ovar, “a proposta partiu da Bárbara Andrez e do Paulo D’Alva”. Depois, “ajustou-se à nossa realidade e fizémos uma primeira experiência no Natal passado”.

Quanto tempo demora uma folha a cair ou uma árvore a crescer? O tempo das coisas foi o mote para o arranque desta oficina onde os pequenos participantes puderam experimentar a poderosa linguagem do cinema de animação.

Frequentadas por crianças dos 6 aos 10 anos, são elas os realizadores que controlam o processo do princípio ao fim. “Elas particparam em tudo, desde a criação de argumento, produção, filmagem à apresentação final ao público”, desvendou a programadora do centro de Arte de Ovar.
A “experiência correu tão bem que decidimos trabalhar um projecto a longo prazo e com continuidade”, recorda. Agendou-se uma segunda experiência que veio a acontecer na Páscoa deste ano e “voltou a correr muito bem”. “Quando fizemos a apresentação oficial do filme”, recorda Fátima Alçada, “decidimos levá-lo a 4 festivais de cinema de animação”.
Assim, “O Tempo do Tempo” concorreu ao festival Arlenkin, em Varna, na Bulgária, do qual a equipa do serviço educativo tinha as melhores referências. E foi não sem alguma surpresa que o filme foi escolhido para a selecção oficial do certame.

Projecto repete
A curta-metragem, com cerca de 5 minutos, chegou a ter uma (ante) estreia, em maio deste ano, na Escola de Artes e Ofícios em Ovar, à qual compareceram encarregados de educação, amigos e curiosos que não quiseram perder o que “os nossos realizadores de palmo e meio fizeram no decorrer de uma semana”.

Entre os espectadores, alguém sugeriu que o filme devia concorrer ao Cinanima e “assim fizemos”, conta Fátima Alçada. E, assim, “O Tempo do Tempo” voltou a ser seleccionado para um festival. Foi isso que aconteceu no Prémio Jovem Cineasta (menores de 18 anos), do Cinanima 2017, de Espinho, que decorre em Novembro próximo.
Fátima revela que “as crianças não cabem em si de alegria e orgulho com o sucesso do filme” e que, por isso, a Oficina de Cinema de Animação vai voltar à Escola de Artes e Ofícios de Ovar em Dezembro próximo.
A 41.ª edição do Cinanima tem lugar em Espinho e integra um total de 1.338 filmes, provenientes de 67 países, sendo os EUA, o país com maior número de filmes inscritos (167 filmes), seguindo-se a França (159 filmes) e Reino Unido (102 filmes).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta