Domingo , 25 Fevereiro 2018
Ler também:
Safina esclarece notícias vindas a público

Safina esclarece notícias vindas a público

Confrontada com a publicação de notícias susceptíveis de afetar a sua reputação e boa fama, nas edições online de 25 de janeiro de 2018, dos jornais Observador e Expresso, sob os títulos “Director de campanha de Rio promoveu obras de 2,2 milhões que beneficiaram dirigente do PSD”, “Ministério Público investiga caso de Ovar” e “Ministério Público investiga denúncia anónima contra diretor de campanha de Rui Rio”, entende a Safina – Sociedade Industrial de Alcatifas, Lda., doravante Safina, prestar os seguintes esclarecimentos:

1. A Safina, inicialmente especializada no fabrico e comercialização de alcatifas, passadeira e tapetes, existe há cerca de 48 anos, tendo, nos últimos 10 anos, redireccionado a sua actividade para o fabrico, comercialização e instalação de relva artificial, em especial desportiva, em consequência das alterações drásticas verificadas no mercado e que, inclusive, levaram ao desaparecimento de 12 das 14 empresas que laboravam no sector.

2. A Safina detém actualmente uma quota de mercado de cerca de 25% em Portugal e de cerca de 15% em Espanha, destinando à exportação cerca de 60% da sua produção.

3. Entre outras actividades de cariz promocional, a Safina vem patrocinando o Campeonato Distrital da 1.ª Divisão da Associação de Futebol de Aveiro, denominado “Campeonato Safina”, circunstância que lhe tem permitido promover a sua actividade e obter visibilidade junto dos clubes de futebol não só do distrito de Aveiro, mas também de todo o território nacional.

4. Desde 2009, ano em que se afirmou no mercado nacional da relva sintética desportiva, em consequência da sua participação na construção de 39 campos de relva sintética em Braga, a Safina já esteve ligada à implantação de cerca de 200 campos de relva sintética em todo o território nacional, de norte a sul de Portugal.

5. Entre essas duas centenas de campos, encontram-se 7 campos de relva sintética implantados nos últimos 4 anos no concelho de Ovar.

6. A implantação desses 7 campos implicou para a nossa empresa uma facturação de cerca de 1.500.000€, acrescida de IVA, tendo a Safina, durante esse mesmo período, atingido um volume global de faturação superior a 61.000.000€.

7. Em Ovar, tal como em qualquer outra localidade onde esteve associada à implantação de campos de relva sintética, a Safina manteve os contactos usuais com os promotores dos projectos, sejam associações ou quaisquer outras entidades, para identificação dos respectivos objectivos e para apresentação das suas propostas, bem como com as respectivas Câmaras Municipais, estas últimas apenas na medida em que tal se mostrou relevante para efeito de confirmar os requisitos técnicos aplicáveis às obras e/ou as condições de financiamento dos trabalhos.

8. A Safina lamenta as insinuações capciosas constantes das noticias identificadas supra, que colocam em causa a sua idoneidade e o trabalho árduo que vem sendo desenvolvido pelos seus colaboradores, que permitiram que a empresa alcançasse o relevo e a posição que ostenta hoje em dia nos mercados nacional e internacional, reservando-se o direito de adoptar as medidas que entender por adequadas para a salvaguarda do seu prestigio e bom nome comercial, bem como do bom nome dos membros dos seus órgãos sociais.

Deixe uma resposta