SaúdeSlider

Segurança Social garante que trabalhadores de Ovar vão continuar a receber a 100%

A Segurança Social revelou esta manhã que os trabalhadores de Ovar vão continuar a receber a 100%. Em resposta a dúvidas na compensação, o Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social garantiu que vai mesmo proceder ao pagamento da compensação a 100%.

Ontem, o presidente da Câmara Municipal de Ovar tinha revelado que havia reunido com a ministra que lhe havia garantido que os trabalhadores impedidos de laborar no concelho ou fora dele devido ao cerco sanitário em curso iriam receber da Segurança Social a totalidade das suas habituais remunerações.

A garantia do Governo surge depois de diferentes entidades locais terem divulgado que, pelo prazo de prolongamento do cerco profiláctico, que actualmente abrange o período de 02 a 17 de abril e ainda poderá ser prolongado, o Estado se preparava para pagar apenas 55% dos salários desses contribuintes, como se o impedimento para o exercício laboral se devesse a doença e não à imposição legal de recolhimento domiciliário.

“Sobre o tratamento dado aos trabalhadores de Ovar impedidos de trabalhar e também aos que, sendo de fora do concelho, não puderam laborar, fica aqui o esclarecimento de que todos receberão por inteiro por parte da Segurança Social, no âmbito das regras do isolamento profilático, durante a vigência completa do nosso estado de calamidade pública”, escreveu o Edil vareiro no Facebook.

O autarca do PSD diz ter tido “oportunidade de explicar à ministra [do Trabalho e da Segurança Social] que não existem dois estados de calamidade em Ovar, mas sim um único, que foi prolongado”.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta