Terça-feira , 12 Dezembro 2017
Ler também:
Sem-abrigo encontrado morto vai hoje a sepultar

Sem-abrigo encontrado morto vai hoje a sepultar

Sem abrigoO funeral de António Manuel Carvalho da Silva, o sem-abrigo encontrado morto nos prédios da Avenida D. Maria II, em Ovar, decorre esta tarde, da Capela da Senhora da Graça para o cemitério da cidade.

O homem de 59 anos foi encontrado sem vida, no interior de um dos blocos deixados em fase de construção, na passada quarta-feira, mas o corpo apresentava indícios de estar morto há mais dias. Ainda assim, por insuficiência económica da família, o corpo só foi libertado esta semana.

O grupo de sem-abrigo que dorme neste local estava, segundo o presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro, sinalizado pelos técnicos de acção social do Município. Esta ocorrência significa, para o Edil, que “é preciso aumentar a vigilância e intensificar o trabalho em torno destes casos”. “Vamos procurar investir ainda mais nas políticas de apoio social”, promete Salvador Malheiro, que sublinha o esforço que o Município tem feito, nomeadamente, através das medidas previstas no Fundo de Emergência Social.

O conjunto de blocos deixados em construção há década e meia alberga vários sem-abrigo, uma situação para a qual Fernando Almeida, representante do CDS-PP na Assembleia Municipal de Ovar, garante ter alertado por diversas vezes. “Ali não há janelas, não há luz, nem água”, refere, após visita ao local. “Neste momento, ainda lá estão quatro pessoas; o Miguel, o Miguel Ramos, o Cenourinha e um outro cujo nome me falha”, adverte, lamentando que, com esta, se “contabilizem quatro mortes naquele conjunto de prédios inacabado”.

Deixe uma resposta