Política

Socialistas adiam moção de protesto sobre o Hospital

Os vereadores do PS no executivo municipal de Ovar adiaram a moção de protesto sobre o Hospital Dr. Francisco Zagalo, que tinham previsto apresentar na última reunião de câmara.

Vitor Amaral conta que depois de ouvir o presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro, dizer que “reuniu também com o presidente da Administração Regional de Saúde do Norte, por causa do Hospital de Ovar, estabelecendo também a este nível conversações com o Ministério da Saúde”, e que se espera para breve “uma resolução quanto ao seu futuro, suspendemos uma proposta de moção de protesto pelo facto do Ministério da Saúde ter vindo a adiar uma decisão sobre o hospital”.

A questão surge num momento em que se aguarda uma revisão do Plano de Negócios relativo a uma eventual Unidade Local de Saúde (ULS) do Entre Douro e Vouga.
À falta de uma decisão, a população de Ovar receia que a incorporação do Hospital Dr. Francisco Zagalo numa eventual mega-estrutura, que integre as três unidades do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga – Hospital de São Sebastião (Santa Maria da Feira), Hospital Distrital de São João da Madeira e Hospital São Miguel (Oliveira de Azeméis), e vários agrupamentos de centros de saúde de diferentes municípios, atinja uma dimensão que dificulte a sua articulação e no seu desempenho perante as necessidades dos utentes.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta