Desporto

Ténis: O encontro dos Joões

 

Aconteceu, durante o torneio de Genebra, aquilo que muitos admiradores e praticantes do desporto da bolinha amarela já sonhavam há muito tempo: o encontro dos Joões!

Falamos dos tenistas homónimos João Sousa e João Souza. O português e o brasileiro, respectivamente, utilizam praticamente o mesmo nome profissional – com diferença de apenas uma letra – e jamais haviam se encontrado antes.

O português Sousa tem melhor ‘ranking’ no momento – é o 50.º do mundo – e já venceu um torneio profissional – em Kuala Lumpur, na Malásia, em 2013 – enquanto o brasileiro Souza, 77.º no ranking da ATP (associação dos tenistas profissionais), destaca-se como um dos protagonistas da segunda partida de maior duração na história do ténis, durante a Taça Davis, este ano, contra o argentino Leonardo Mayer: Inacreditáveis 6 horas e 42 minutos!

Aquele que tivesse apostado na lotaria como o jackpot recorde, com certeza teria ganho uma quantia gigantesca se adivinhasse como os árbitros se iriam referir aos atletas durante a partida. Foi necessária uma reunião da arbitragem geral para, no final decidir que os dois seriam identificados pelas suas nacionalidades, a fim de evitar dúvidas entre os pontos.

Então, ficaram assim: Sousa (PT) e Souza (BR), para o juiz. No final, a vitória sorriu ao atleta lusitano, em melhor fase que o brasileiro. Dois sets directos, parciais de 7/5 e 6/3, a avançar para a segunda fase do torneio. O encontro porém, por esta singularidade, já entrou para a história do ténis. Se Sousa conseguir seguir, depois de encontrar-se com o espanhol Pablo Andujar, deverá jogar com o suíço Stan Wawrinka na próxima fase do campeonato.

O evento em Genebra, disputado em courts de terra batida, termina neste sábado, distribuindo 250 pontos e 80 mil euros ao vencedor. A seguir, começa o Grand Slam parisiense de Roland Garros, um dos mais importantes do circuito.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta