Cultura

“The Heart of The Beast”

Foi um título de que me lembrei, quando saía de outro explosão de Rock’n’Roll dos Mão Morta, desta vez no Centro de Arte de Ovar.

Esta situação dos Mão Morta estarem com uma formação diferente provisoriamente faz-me sempre pensar no que é que diferencia e torna único cada grupo e, dentro de cada grupo, cada elemento do grupo. Quando se muda ou altera qualquer parte da orgânica, a besta fica diferente. Os vocalistas carismáticos e insubstituíveis são a essência, não vale a pena ignorar o facto. Mas, num grupo válido, há sempre mais densidades.

Ler mais in Blitz.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta