Opinião

Um Vareiro em Pequim (III) – Rosendo Costa

Pequim é um frenesim! Andar na rua duma cidade com 22 milhões de habitantes é mirabolante! Buzinões constantes, filas intermináveis, carros a subir passeios, a cruzar na passadeira (sim carros na passadeira), regras de trânsito que ninguém respeita, contramão, motas que nos atropelam, carros que quando está verde passam mais depressa na passadeira só para não nos deixar atravessar, pessoas, motas, carros, bicicletas amontoadas no passeio, autocarros, aeroporto, estações de metro e de comboio completamente sobrelotadas, filas nos elevadores ou elevadores congestionados e quando se tem pressa a espera é torturante. É impressionante!

Tem que se andar a olhar constantemente para todo o lado para não se ser atropelado por uma mota ou bicicleta, mas é impossível não se ser atropelado por pessoas no dia-a-dia.

Todos os climas num só dia
Pequim é um extremo. Pequim conjuga todos os climas numa só cidade. Os Invernos são secos e rigorosos – temperaturas negativas de -16 graus nos picos do Inverno, onde preciso de usar creme hidratante por causa do nível de secura -, a Primavera é amena e dura pouco, o Verão é extremamente quente, húmido, chovendo torrencialmente e o Outono fresco é considerada a melhor estação de Pequim, amanhece cedo, anoitece tarde e dá prazer sair à rua à tardinha.

Gosto da Primavera em Pequim, de dar passeios de barco, piqueniques e ver as flores em cerejeira a abrir com a namorada nos vastos parques da cidade, gosto do Verão porque sou português e para mim o Verão seria sinónimo de fino, mar e praia (aqui não há), só apanho banhos das molhas das tempestades, adoro o Outuno porque viajo a outros países na Golden Week (de 01 a 07 de Outubro), mas detesto Inverno em Pequim.
À chuva habituou-me e como é uma raridade quando chove fico todo contente, até porque Ovar é uma cidade chuvosa, cresci lá, cresci numa cidade de chuva e vento de nortada, mas aos rigorosos invernos em Pequim não!

Já passei quatro invernos em Pequim e nunca lhes ganhei amor. Só me sinto bem na empresa ou dentro de casa, quando saio à rua uso um casacão de penas, camisolas de lã que trago de Portugal, uma máscara de pano para não me secar os lábios e umas ceroilas debaixo das calças para não me gelar as pernas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta