Opinião

Venha visitar as ruínas de Ovar

Não. Não estamos a falar dos buracos, pedras e escombros que caracterizam o centro da cidade enquanto duram as obras do centro vareiro. Nada disso.

Falamos de outras ruínas que quase rivalizam com as de Conímbriga e outras. Ou seja, já lá estavam quando o centro da cidade foi reconvertido da última vez – aquela reconversão que deixou o centro da cidade completamente às escuras, e uma das praças de município mais bonitas do centro do país, completamente empedrada e árida, sem pingo de verde.

Este conjunto arquitectónico em acelerada decomposição fica situada na Rua Dr. Albino Borges de Pinho, em Ovar. Caracteriza-se por ser um imóvel meio feito meio por fazer, que está ao abandono e à mercê de todo o tipo de agressões, incluindo as do tempo que dele fará uma ruína ainda mais arruinada, muito brevemente, se nada for feito.

Parte do projecto inicial da Cooperativa de Habitação São Cristóvão – instalada em terrenos do Município vendidos a preços simbólico, a referida construção ficou a menos de meio quando a cooperativa foi declarada insolvente. Consta que se encontra à venda numa qualquer bolsa de imóveis bancários.

O que importa reter é que a zona é das mais densamente habitadas da cidade, junto a uma zona escolar e com vários estabelecimentos de ensino por perto. O prédio foi fechado com tijolo porque, com tantas crianças a passar, era uma ameaça face à curiosidade da juventude, mas com o tempo está a ameaçar tornar-se um caso de perigo para a saúde pública. Mais: Sensivelmente em frente a este, outro imóvel está nas mesmas condições.

Se não for o Município a adquirir o imóvel, como fez recentemente noutros casos (vai adquirir os prédios da Avenida D. Maria II 1,7 Milhões de Euros), para ali instalar algo ou o demolir (e que bem ficava um jardim naquele sítio), ainda vamos ter notícias desagradáveis. Não nos parece que interesse a mais ninguém um auditório como aquele para o qual este imóvel estava destinado.

Pensem nisso enquanto é tempo.

Leitor Devidamente Identificado

Artigos relacionados

Deixe uma resposta