Covid-19

Vereadora Ana Cunha aposta numa política de proximidade

A vereadora do pelouro da Acção Social e Saúde da Câmara Municipal de Ovar, Ana Cunha, revelou como o “novo olhar” que a Edilidade está a imprimir nesta área de actuação.

A autarca, que apresenta curriculum nesta área em virtude da sua formação académica e profissional, destacou, desde logo, o atendimento ao público – “uma novidade deste executivo que recebe todos os que precisam de ajuda, orientação”, no seu gabinete, a articulação com os outros pelouros e exemplo disso é o programa Ovar em Movimento Sénior (prática de desporto aos seniores com equipas do centro de saúde que fazem rastreios ao nível da tensão arterial e da diabetes) e a articulação com as Instituições Particulares de Solidariedade Social do Município (IPSS ) e as valências de Centro de Dia.

Mas o seu trabalho não fica só por aqui, revelando que já estão “a decorrer os preparativos para a criação do Banco de Voluntariado, para a candidatura ao programa da Unicef “Cidade Amiga das Crianças” e que serão anunciadas, em breve, os resultados da análise efetuada às escolas” sobre a alçada da Câmara Municipal de Ovar.
Domingos Silva, vice-presidente da Câmara Municipal de Ovar, acrescentou que o plano de ação gizado para o período 2013-2017 tem “uma forte aposta na intervenção social e, dentro daquelas que são as competências da Câmara Municipal, o executivo irá tudo fazer para conseguir obter os melhores resultados nesta área”. 

As intervenções dos eleitos “laranja” decorreram, no passado dia 09 de Janeiro, durante a conferência “Novo Olhar sobre a Acção Social”, organizada no âmbito da candidatura “Consolidar o Presente, Vencer o Futuro”, encabeçada por Pedro Coelho às próximas eleições internas do PSD Ovar marcadas para 25 de Janeiro.
Para Pedro Coelho, “esta foi uma verdadeira conversa, um diálogo ou debate que decorreu durante quase 3 horas, onde houve uma troca de experiências, olhares, factos e, com para muito meu agrado, propostas concretas.” O candidato referiu ainda  que a secção do PSD pretende “devolver a palavra aos nossos militantes e simpatizantes para que nós, em reflexão e debate participado, possamos apresentar propostas concretas aos nossos autarcas e dentro do nosso partido, não só a nível de secção, mas também ao nível distrital e nacional”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta