Cultura

Quais as principais fontes dos portugueses para obterem notícias?

Os portugueses possuem uma rotina ativa quando se fala de notícias diárias e é possível ver esse movimento através das mídias informativas que crescem a cada momento.

As pessoas possuem curiosidade não só com o que acontece em Portugal mas também sobre o que acontece ao redor do mundo e em diferentes áreas. Até mesmo para se divertir em sites como o Ice Casino Portugal, as pessoas buscam saber mais sobre a história, o entendimento de cada jogo e tantas outras informações que as empresas podem perceber que são mais buscadas pelos portugueses.

Mas, quais são os principais métodos que os portugueses utilizam para obterem as notícias? E como eles se identificam com cada modelo de distribuição de informação?

Principais redes de distribuição de notícias

Televisão

A televisão continua sendo o maior meio de distribuição de notícias em Portugal, mas esse número a cada dia diminui mais. Muitas pessoas estão trocando as notícias da televisão pelas notícias que podem ser vistas online e no tempo de cada pessoa.

Um dos problemas que muitos portugueses encontram na televisão como conhecemos é a falta de interação entre o telespectador e o comunicador e também a necessidade de estar disponível em um horário específico, além de que muitas vezes as matérias não vão direto ao ponto ou possuem informações rasas.

Sites de notícias

Os sites jornalísticos transformaram-se no que eram antes os jornais físicos com o acréscimo dos jornais televisivos.

Hoje muitas pessoas acordam e passam o dia verificando as notícias dos seus sites de notícias preferidos, aqueles nos quais elas confiam e também percebe uma melhor experiência do usuário.

Outra vantagem é que é possível aproveitar de sites que permitem que o usuário assista aos noticiários ao vivo ou reportagens gravadas, sem a necessidade de ligar a televisão ou migrar para outra plataforma.

Facebook e Instagram

As redes sociais também se tornaram um meio de informação. A maioria ou a totalidade dos maiores meios de comunicação portugueses possuem perfis nessas redes e distribuem notícias através delas, assim como fazem com seus sites.

As redes sociais como Facebook e Instagram estão entre as mais utilizadas nos dias de hoje pelos portugueses para ter acesso às notícias de forma rápida e direta.

Jornais e revistas

Apesar de estarem um pouco defasados quando se trata da utilização pública, os jornais e as revistas ainda fazem parte do dia-a-dia de muitos portugueses, principalmente das pessoas de maior idade.

Os jornais físicos ainda conseguem ter um grande valor na sociedade exatamente por isso. Ao contrário de muitos países, os maiores de idade portugueses são uma boa parte da população e possuem voz ativa.

Linkedin

Muitas pessoas, assim como muitos meios de comunicação estão começando a apostar no Linkedin como uma plataforma para disseminar informações, mas talvez de uma forma diferente.

A plataforma foi feita para aqueles que querem ter mais acesso a notícias corporativas e de projetos de empresas mas, com o passar do tempo, os usuários conseguiram ter o poder de criar seus próprios artigos e a plataforma, em uma tendência natural, se vê hoje cheia de notícias não ligadas diretamente às empresas mas ao mundo político e econômico também, assim como as novidades tecnológicas. Com esse modelo de busca por informação foi possível ver que o mundo corporativo vai muito além dos problemas internos das empresas e que os portugueses realmente se importam com a economia e política mesmo ao fazer conexões de trabalho.

Fake news, como se livrar delas

Com a maior possibilidade de se obter informações, também aumentou a possibilidade de receber o que chamamos de fake news. Muitos meios de comunicação não oficiais possuem sites espalhados na internet e trazem notícias falsas ou que muitas vezes são criadas apenas para obter engajamento.

É um pouco difícil se livrar totalmente das fake news, mas é possível ter um maior discernimento sobre as notícias veiculadas ao redor do país e do mundo.

O primeiro passo para se livrar das notícias falsas é encontrar portais onde haja uma segurança de que os jornalistas são sérios e que fazem pesquisas reais antes de publicar uma notícia.

Outro ponto é ter o discernimento relacionado a uma notícia que parece muito fantasiosa. Da mesma maneira que a internet está aberta para qualquer pessoa postar o que quiser, ela está aberta para as pessoas pesquisarem mais sobre aquele fato e tirar suas próprias conclusões.

O mundo da comunicação ainda tem muito a evoluir, mas a cultura de buscar entender mais sobre as notícias do seu país é algo realmente importante para passar para as gerações futuras, que virão com novos meios de disseminação da informação.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo