CarnavalEspecial CarnavalSlider

Monobloco celebra 20 anos com espectáculo em Ovar

Foi uma verdadeira festa “verde-amarela”, de português açucarado, nas ruas de Ovar, na abertura do Carnaval 2020. A cidade foi invadida por brasileiros radicados em vários pontos do país, do Minho ao Algarve, e a festa aconteceu. “Foi um sonho tornado realidade”, respondiam os visitantes quando se lhes perguntavam o que estavam a achar da festa.

Todos vieram ao chamamento da comemoração dos 20 anos dos Monobloco, que se apresenta, neste Carnaval, em vários pontos do Brasil e esteve ontem …em Ovar.

Tudo começou com uma pequena oficina de batucada, criada em 2000 com o objectivo de revitalizar o Carnaval de rua no Rio de Janeiro. De então para cá, os Monobloco têm crescido muito.

Propondo-se a formar percussionistas em oficinas e workshops, mantêm baterias locais, apresentando-se, este ano, além do Carnaval vareiro, no Carnaval de Belo Horizonte, São Paulo e do Rio de Janeiro. Nos últimos três anos, arrastou mais de um milhão de pessoas na capital mineira.

Em 25 de fevereiro, terça-feira gorda, tem marcado desfile na Esplanada do Mineirão. Mas antes, claro, espalharam magia com o resultado de uma oficina de percussão que contou com os mestres do Monobloco e atraiu uma centena de ritmistas de todo o país. Aliás, boa parte dos monitores é formada por músicos profissionais, que também integram o “Monobloco Show”, uma espécie de banda que se apresenta durante o ano em vários pontos do país e no estrangeiro.

Fundado no Rio de Janeiro, o Monobloco surgiu a partir da banda de Pedro Luis e a Parede, formada em 1996 por Pedro Luis, Celso Alvim, Mário Moura, Sidon Silva e C.A Ferrari. No ano 2000, os elementos da banda tiveram a ideia de criar uma oficina para batuqueiros, um projecto de ensino de instrumentos de percussão, surgindo assim o “Monobloco”.

O “Bloco” ganhou tanta notoriedade que se oficializou como bloco de Carnaval e, graças ao sucesso ao longo dos anos, é detentor de uma legião de fãs nos desfiles não só do Rio de Janeiro, como de São Paulo e Belo Horizonte, cidades onde também acontecem suas oficinas de percussão. Ovar juntou-se ontem ao clube.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta