LocalSlider

Agrupamento de Escolas Ovar Sul vai testar modelo de flexibilidade curricular

O Agrupamento de Escolas Ovar Sul é o único do concelho vareiro a aderir ao projecto-piloto da flexibilidade curricular, lançado pelo Ministério da Educação (ME), e que a partir de Setembro, será aplicado em 236 estabelecimentos de ensino cujos nomes já foram divulgados no site da Direcção-Geral de Educação.

Inicialmente, o Governo tinha equacionado estender a experiência a todas as escolas, mas na sequência das intervenções do Primeiro-Ministro e do Presidente da República acabou por optar por lançar um projecto-piloto. Nas escolas envolvidas também só serão abrangidos os anos iniciais de cada ciclo (1.º, 5.º, 7.º e 10.º).

As escolas que vão inaugurar a experiência de flexibilidade curricular têm apenas a obrigação de integrar duas novas áreas na matriz curricular. São elas Cidadania e Desenvolvimento e Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). É o que se encontra estipulado no despacho que regulamenta o novo modelo, que foi publicado no início de Julho.

No 1.º ciclo, das 25 horas semanais, cinco serão dedicadas às Expressões. A Educação Física deixa de fazer parte do grupo das Expressões, na matriz curricular, ganhando um tempo próprio. O Inglês passa a integrar o currículo, no 3.º e no 4.º anos. Já no 2.º ciclo, a Educação Cívica será integrada nos tempos das Ciências Sociais e Humanas, são também integradas as Tecnologias para a Informação e Comunicação. No Secundário, os estudantes vão poder inscrever-se em opções de outros cursos, inclusivamente de vias profissionais.
No entanto, se assim o entenderem, as escolas vão poder dispor de 25% do tempo de aulas para levar por diante novas formas de ensino. O que passará pela constituição de novas disciplinas, mas também por várias outras soluções já apresentadas pelo Ministério da Educação. Uma possibilidade: a fusão de disciplinas em áreas disciplinares, em que dois ou mais professores “trabalham em equipa” na preparação das aulas, que podem ser dadas à vez por cada um ou em conjunto. Por exemplo: em vez de trabalhar de forma separada as disciplinas de Físico-Química e Ciências Naturais, a escola pode juntá-las com a carga horária equivalente à soma das duas. Pode optar-se também pela alternância entre tempos de estudos tradicionais e semanas em que toda a escola trabalha em conjunto, numa perspectiva multidisciplinar, um só tema.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta