DesportoSlider

Basquetebol: Ovarense critica a FPB em carta conjunta

A Ovarense integra o grupo de oito clubes da Liga – com Benfica, V. Guimarães, MaiaBasket, Oliveirense, CAB, Galitos e Eléctrico – que enviaram uma carta enviada à Federação (FPB) no passado dia 1, criticando-a por “ignorar” a opinião dos emblemas em questões “tão sensíveis” como o “aumento dos custos com a arbitragem” e a “lei dos estrangeiros”.

A missiva foca-se principalmente na questão do número de estrangeiros permitidos em cada equipa. Depois do organismo liderado por Manuel Fernandes ter “remetido para a próxima época (2016/17)” a alteração à lei dos estrangeiros – três até agora –, “a 22 de julho saiu um comunicado que (…) aumenta um estrangeiro (comunitário)”.

“Que clubes foram ouvidos nesta matéria?”, questiona a carta, acusando a FPB de “improvisar decisões tomadas sobre o joelho”.

A missiva conjunta critica ainda o facto de “um estrangeiro com dois anos de formação em Portugal” poder ser equiparado a português. “Passaremos assim de três estrangeiros para cinco, mais os atletas naturalizados: é isto promover o basquetebol nacional?”

“O basquetebol (…) necessita que as lutas sejam leais dentro do terreno de jogo e, acima de tudo, carece de respeito pelos clubes que nos últimos quatro anos tudo fizeram para manter vivo o basquetebol nacional, algo que parece não estar a acontecer em detrimento de ‘exigências e ameaças’ de quem durante este tempo mais não fez que criticar toda a política nacional de basquetebol”, lê-se num dos parágrafos mais críticos.

FCPorto, Lusitânia e BC Barcelos não assinaram a referida carta.

O líder da FPB, Manuel Fernandes, garante que “está disponível para discutir todos os assuntos abordados” no comunicado.

Emblemas signatários e Federação vão reunir-se novamente no dia 12 deste mês, em Fátima, e o líder federativo garante que a FPB “está disponível para discutir todos os assuntos abordados” no comunicado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta