Política

CDS hasteou a Bandeira Negra no Vela Areinho

"Para ver se combatemos este conformismo que nos mata"

 

Segundo Fernando Almeida, a iniciativa deste sábado serviu “para chamar a atenção para o estado de abandono em que está o Areinho e alertar consciências”. Este tema já foi levantado pelo CDS diversas vezes, mas “estamos em pleno mês de Julho e nada foi feito”.

“A ria está a necessitar de uma intervenção há imenso tempo, parece que finalmente vão iniciar-se os trabalhos, mas eu já não acredito em promessas de políticos, sejam de que partido forem”, disse o presidente da concelhia, Fernando Almeida. “Mas a praia está cheia de ervas e ao abandono, tal como o espaço de restauração e a ilha ao lado que são locais de excelência que não sabemos aproveitar”.

O espaço do restaurante também esteve sob a mira dos centristas, porque “está sem qualquer manutenção e ao abandono”. “Fizeram um concurso com critérios não exequíveis que, obviamente, não tiveram interessados e mais uma vez a responsabilidade é da Câmara Municipal de Ovar”.

O CDS não percebe porque razão “não se fez um concurso que fosse atractivo para potenciais concorrentes e que fosse exigente nos requisitos que dessem garantias de serviço de qualidade”. “Para além disso, era benéfico arranjarem a ilha ao lado e seria certamente mais um factor de interesse para potenciais investidores”.

Fernando Almeida resume: “É uma característica de Ovar, desperdiçar o potencial que tem e a intenção desta iniciativa foi alertar consciências para ver se combatemos este conformismo que nos mata”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta