Carnaval

D. Al Sino e D. Earth Queen trouxeram o Sol ao Reino da Folia

Milhares de pessoas assistiram, esta tarde, nas artérias da cidade de Ovar, ao primeiro grande cortejo do Carnaval 2014, para assinalar a chegada de Suas Altezas Reais, D. Al Sino, ‘O Badalo’, e D. Earth Queen, a ‘Ecológica’, ao Reino da Folia.

Um cortejo dos mais animados dos últimos anos, que percorreu um trajecto diferente, com ponto de partida na Avenida Sá Carneiro e chegada à Praça da República, com passagem pela Avenida Ferreira de Castro (Um prenúncio do que está para vir?).

Animação, cor, música, alegria e as tradicionais piadas que voltaram a satirizar alguns dos temas da actualidade local e nacional, foram ingredientes da Chegada do Casal Real que irradiou simpatia e viria a receber as chaves do Reino das mãos de presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro – “No Carnaval quem manda é Dom Al Sino – O Badalo e Dona Earth Queen – A Ecológica. Durante as próximas semanas o reino da folia esta bem entregue. Viva a maior festa de Ovar!”, disse o presidente, antes de entregar a chave ao Rei Momo.

Outro destaque principal vai para a aparição do Sol durante todo o dia, brindando os foliões com um dia quase primaveril, que contrastou com uma longa temporada cinzenta, de chuva e mau tempo.

D. Al Sino, no discurso, confessou que “não foi fácil chegar ao topo. Isto não tem elevador, são muitos degraus e, como sabem, tenho dificuldade numa das pernas. Mas como eu não vou reinar com a perna mas com a cabeça, posso dizer que ela, a cabeça, está em excelente forma!”. Ficamos descansados.Após o habitual discurso real, desfilaram as piadas colectivas para uma última apreciação, cuja classificação ficou assim ordenada:

Em primeiro lugar, ficaram os Pinguins, com o tema “Fim de Semana Coltoral na nossa TV”. “Que rico fim de semana/
nos dá a nossa televisão/da RTP à Sic e à TVI/ é só disto que nos dão”.
Logo a seguir classifcaram-se os Xaxas, com o tema “Ciclo “Mata””, numa sátira à moda do exercício sobre duas rodas.
No último lugar do pódio, os Marroquinos, que brincaram com um tema que nos aflige a todos: “E tudo o Mar Levou e Pró Ano Volta a Levar”. “Na altura das eleições/a malta é aliciada/mas a protecção costeira/é só conversa fiada”.

Mas muitos outros grupos deras asas à inspiração e desfilaram com temas emoldurados em quadras diversas. Uns mais outros menos óbvios, mas todos denotando esforço e dedicação à causa carnavalesca.

 

 

 

Os Hippies, por exemplo: “Como hoje é domingo/dia de expulsões/vou votar no Secret Story/”que se lixem as eleições!”

Os Vampiros abordaram a “Cúadopção”: “Sou pobre, sem um tostão,/e a mulher desempregada,/mas aos olhos desta governação,/somos os melhores para a rapaziada”.

Os Garimpeiros criticaram o anunciado sorteio das Finanças: “Pró carrão me sair/boto o n.º de contribuinte
não perdoo a ninguém/já peço a factura ao pedinte”.

Os Não Precisa trouxeram para a rua vários elementos relacionados com a água que rodeia a cidade de Ovar e o Neptuno, curiosamente, a queixar-se: “Sinto-me tão sozinho”. Ou ainda: “Queremos po(l)vo no centro”.

Depois o tema da polícia e da Aldeia do Carnaval dominou. Os Catitas alertaram: “Fui Pra Aldeia curtir/Acabei por emborrachar/da Polícia tenho de fugir/Para na esquadra não ressacar”, e as Carrucas pedincharem: “Ó Senhor Agente/Tenha dó de mim/eu não estou bêbedo/o meu disfarce é que é assim”.
Os Zuzucas abordaram o cêrco policial à aldeia na madrugada de domingo. Dois GNR, alegadamente da BT, diziam: “A noite passada/Foi sempre a facturar/Queremos agradecer/ao Carnaval de Ovar”.

Tanta preocupação e os Axu Mal tinham a solução: “O Axu Mal teve a ideia/de hoje inaugurar/os transportes pr’áldeia/e da aldeia para Ovar”.

(Fotos: Hugo Monteiro e Paulo Teles)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta