LocalSlider

Dezenas de confrarias no VII Capítulo da Confraria do Concelho de Ovar

[themoneytizer id=”16574-1″]

 

O VII Capítulo da Confraria do Concelho de Ovar, que teve lugar na vila de Cortegaça, contou com a presença de 40 confrarias, entre as quais cinco estrangeiras: Cofradía del Vino de la Ribera del Duero (Castela e Leão/Espanha), Comanderie des Vins et Spiriteux de France (Paris/França), Confrérie du Pithiviers (Loiret/França), Confrérie Gastronomique du Cèpe de la Pointe du Médoc (Soulac sur Mer/France) e Ordem dos Companheiros de São Vicente – Confraria dos Vinhos de Portugal (Bruxelas/Bélgica).

O Arrais de Mar, Ricardo M. Nunes, informou que, neste âmbito, “promovemos entre a Confraria de Pithiviers e a Confraria Gastronómica do Concelho de Ovar, um workshop/degustação, numa troca de saberes, com a exemplificação da confeção de “Pithiviers” e de “Pão de Ló de Ovar”.

A reunião magna da Confraria foi uma oportunidade para “apresentar um balanço do trabalho realizado até ao momento e apresentá-lo publicamente, à comunidade, e às Confrarias congéneres, realizar a admissão de novos associados, promover junto da comunidade, dos convidados e das Confrarias visitantes a divulgação da nossa gastronomia, da nossa restauração, das nossas tradições, da nossa etnografia, da nossa cultura, dos nossos pontos e produtos de interesse turístico, e contribuir indirectamente para a alavancagem da economia local”.

O programa contou com um pequeno-almoço regional e apresentação etnográfica a cargo do Grupo de Danças e Cantares de Cortegaça, cerimónia capitular no Auditório do Centro Cívico de Cortegaça, que contou com o apoio da Junta de Freguesia de Cortegaça, na disponibilização e arranjo do espaço, na angariação de ofertas alusivas à Freguesia de Cortegaça, e na angariação da apresentação musical final, uma banda pop-rock composta por elementos naturais de Cortegaça).

A “Oração de Sapiência”, alusiva à freguesia de Cortegaça, ficou a cargo do cortegacence, Carlos Gomes, tendo sido entronizados cinco confrades efectivos, oito confrades embaixadores e 12 confrades moço, que só serão entronizados no próximo Capítulo, após um ano probatório, em que terão de demonstrar as qualidades que poderão fazer do candidato um bom Confrade, bem como, manifesto interesse em ser tornar Confrades Efectivos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta