LocalSlider

FIMO2015: 11 companhias e 27 espectáculos gratuitos em 3 dias

O Festival Internacional de Marionetas de Ovar (FIMO), que decorre de 12 a 14 de junho e apresenta 27 espectáculos gratuitos por 11 companhias nacionais e estrangeiras, foi esta segunda-feira, apresentado oficialmente.

Com organização da União das Freguesias de Ovar, S. João, Arada e S. Vicente Pereira, esta será a 9.º edição na história do evento e a segunda desde a sua reactivação em 2014, após um interregno de nove anos.

“Em 2014, superámos todas as nossas expectativas em termos de receptividade por parte das pessoas e este ano a fasquia está ainda mais alta”, declarou o presidente da autarquia, Bruno Oliveira, na conferência de imprensa de apresentação do FIMO, realizada no jardim do Cáster, em Ovar.

“Para isso contamos com algumas novidades. como a realização de um ateliê infantil de marionetas nas quatro freguesias que compõem a UFO, que vai decorrer entre 8 e 11 de Junho e um espectáculo depois da meia-noite, específico para o público adulto”, por exemplo.

O orçamento para os três dias de programação ronda os 25.000 euros e suporta a participação de companhias provenientes de Portugal, Hungria, Chile, França, Itália e Espanha.

As actuações destas companhias verificar-se-ão sobretudo em espaços ao ar livre, já que o FIMO conta com 6 palcos instalados nos seguintes pontos: Largo do Tribunal, Jardim do Cáster, Largo do Neptuno, Capela de Santo António e Parque da Senhora da Graça. Bruno Oliveira adiantou que o espaço feira dedicado à marioneta e ao brinquedo artesanal, “que foi um êxito em 2014, vai ficar instalado na Praça das
Galinhas, acompanhada de um carrossel muito original que fará as delícias das crianças”. As performances para adultos estão marcadas para o auditório da Casa do Povo.

Quanto às companhias em cartaz, o arranque dá-se às 21h30 do dia 12 com a Mikropodium Family Puppet Theatre, de Budapeste, que traz a Ovar o espetáculo “Stop”.

“Sophia – Um verdadeira história de amor” é a encenação a cargo dos chilenos Teatrapo e “Storie di Piedi [Histórias de Pés]” estará a cargo da italiana Laura Kibel.

Portugal, por sua vez, faz-se representar com as companhias Mãozorra, de Oeiras, e Contacto, de Ovar. A primeira apresentará no FIMO os espectáculos “O Caçador”, “O Barbeiro” e “A Tourada”, e a segunda dará a conhecer “Cinderela”.

Já de Espanha chegam a Ovar quatro colectivos: os Rotativa Performing Arts, com “Nymio – Histórias mínimas contadas à mão”; o Bigolis Theatre, que irá circular pela cidade com os itinerantes “Pete e Pat”; a companhia Periplo Marionetas, com “TitiriBeatles Cabaret – Nothing is Real [Nada é real]”; e a Kandengue Arts, que no domingo à tarde dinamiza um parque temático infantil sobre marionetas.

O festival conta ainda com os franceses Le Téâtre du Rugissant, autores de “Tout Seule [Sozinho]”.

Bruno Oliveira considera que o investimento no certame também o é no “apoio ao comércio local e no combate à desertificação do centro da cidade, além de ser um motor de sinergias da criatividade local”. O autarca enalteceu, pois, o envolvimento da
comunidade, nomeadamente no elevado número de voluntários inscritos, dos comerciantes, que serão chamados a “emprestar” as suas montras para a exposição de trabalhos das crianças das escolas que, por esta altura já estarão quase prontos. Nesta linha, destacou que “um dos nossos objectivos é mostrar o talento que temos em Ovar”, destacando do programa a presença da companhia vareira Contacto no programa e do grupo de carnaval Hippies que está a produzir o “Fiminho”, o boneco que é a mascote do festival e que será a “estrela” do merchandising que será disponibilizado na loja FIMO, localizada na Rua Elias Garcia.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta