LocalSlider

Fugitivo estava enclausurado em apartamento há nove meses

A GNR capturou em Ovar, no distrito de Aveiro, um homem que tinha pendente um mandado de detenção para cumprir uma pena de cinco anos e meio de prisão por corrupção activa e fraude, informou esta quinta-feira aquela força militar.

Fonte daquela força policial informou que o detido, de 45 anos, foi condenado em 2016, pelo Tribunal de Penafiel, no distrito do Porto, a cinco anos e meio de prisão num megaprocesso relativo a uma fraude no Centro de Emprego de Penafiel e Lamego, que lesou o Estado em mais de quatro milhões de euros.

O homem, que era responsável por angariar pessoas e empresas como promotores das candidaturas aos fundos estatais, foi ainda condenado a pagar ao Estado 2,1 milhões de euros.

O esquema fraudulento, que teve como principal arguido um técnico superior dos centros de Emprego de Penafiel e Lamego que foi condenado a 10 anos de prisão, funcionou entre 2001 e 2008.

Em causa estava a aprovação de candidaturas no âmbito do programa ILE – Iniciativas Locais de Emprego, apresentadas por empresas de fachada ou por empresas coniventes, sem que fossem observados os requisitos legais necessários.

Segundo o comunicado da GNR divulgado, o homem foi detido pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Felgueiras na terça-feira, tendo sido entregue ao Estabelecimento Prisional do Porto.

Por ter sido emitido um mandado de detenção para cumprimento de pena de prisão, os militares, após terem descoberto o paradeiro do suspeito, deram cumprimento a esse mandado e detiveram-no num apartamento no qual se manteve enclausurado e afastado dos familiares, durante nove meses”, refere a mesma nota.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta