LocalSlider

Largo da Estação da CP passa a pedonal

[themoneytizer id=”16574-1″]

“Tenho a certeza de que esta obra estruturante vai marcar o futuro próximo da comunidade vareira pela positiva”, comentou o presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro, no final da reunião do executivo que aprovou o programa preliminar da Requalificação da Envolvente à Estação e Largo Almeida Garret.

De acordo com o projecto, cujas imagens foram divulgadas pelo Edil, o largo frontal ao edifício da estação passa a ser pedonal, com o trânsito a fluir apenas a poente do actual largo.

Os desenhos revelam o futuro alargamento da ruas dos Ferreiros e da Sociedade Mercantil, o que revela o acordo a que terão chegado o Município e Infraestruturas de Portugal e diversos proprietários para esse efeito, passando a ser o acesso privilegiado à estação.

O vereador socialista, Vitor Amaral, considerou que o projecto é “uma mais valia para a cidade, tendo deixado, mais uma vez, a sugestão da construção dum parque de estacionamento do lado nascente da estação”.

O Município preferiria conciliar as duas intervenções, mas sendo a requalificação da Estação da CP de Ovar  uma responsabilidade de Infraestruturas de Portugal que diz só poder viabilizar em … 2020, enquanto que a Requalificação da Envolvente à Estação e Largo Almeida Garret deverá arrancar muito brevemente, pois há prazos a cumprir para garantir as verbas do Portugal 2020.

Esta empreitada engloba a requalificação dos arruamentos envolventes à estação e ao Jardim Almeida Garrett, nomeadamente, o Largo Serpa Pinto, a Rua dos Percursores da República, a Rua Sociedade Mercantil, a Rua dos Ferroviários, a Rua António Coentro de Pinho, a Rua Conselheiro Arala Chaves e o troço nascente da Rua Gomes Freire, insere-se no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) de Ovar e representa um investimento superior a 800 mil euros..

A extensão dos arruamentos em causa perfaz um total de 1,00 quilómetro, numa área de cerca de 1,50 hectares, englobando a zona nascente do centro da cidade, que intercala habitações, estabelecimentos comerciais e de serviços, destacando-se a Repartição das Finanças e a Estação de Caminhos-de-ferro.
A partir deste programa preliminar será, agora, elaborado o Estudo Prévio e o Projeto de Execução pelos serviços municipais. (artigo actualizado com informação da CMOvar)

Ruas dos Ferreiros e da Sociedade Mercantil

Artigos relacionados

Deixe uma resposta