LocalSlider

Morreu idosa que passou três dias presa na casa de banho

Faleceu esta quinta-feira, a mulher, de 84 anos, que esteve três dias trancada na casa de banho da sua habitação, em Ovar. A mulher, que vivia sozinha, foi encontrada pela vizinha, inanimada e em hipotermia.

Recorde-se que a mulher vivia há vários anos sozinha e tinha a rotina de passar por uma retrosaria para se encontrar com uma amiga, mais concretamente a proprietária, Maria Adriana.

“Estranhei que não tivesse passado pela loja. Ela gosta de conversar comigo e confia em mim. Até me deixou a chave da habitação para qualquer eventualidade”, revela Maria Adriana.

Passados alguns dias, a preocupação foi tanta que com a chave da casa da idosa foi até à PSP e acompanhada por um agente dirigiram-se à habitação. Acabaram por entrar à força, visto que, a porta estava trancada com um cadeado. “Vi logo que ela estava lá dentro e pensei o pior”, explica.

“Víamos apenas a mão de Júlia Miranda no chão e não conseguíamos entrar, porque o corpo impedia a abertura da porta”, recorda.

Os Bombeiros de Ovar conseguiram entrar na casa de banho e a mulher estava inanimada, com hipotermia avançada. Depois de assistida no local, a mulher foi levada para o Hospital de São Sebastião, onde viria a falecer.

O funeral de Júlia Miranda realiza-se este sábado, às 11 horas, da capela da Senhora da Graça para o cemitério de Ovar.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta