Terça-feira , 19 Setembro 2017
Ler também:
Morreu o empresário Américo Amorim

Morreu o empresário Américo Amorim

O empresário Américo Amorim morreu hoje, aos 82 anos, confirmou fonte oficial do Grupo Amorim.

Américo Ferreira de Amorim nasceu em Mozelos, Santa Maria da Feira, em 21 de julho de 1934, e nas suas empresas ligadas à cortiça trabalha muita gente do concelho de Ovar.

O velório vai realizar-se esta sexta-feira, entre as 17h e as 21h, na capela da Quinta de Santo António de Grijó. A missa do funeral está agendada para o dia seguinte, sábado, no Mosteiro de Santo António de Grijó.

Fonte familiar revelou que a morte não foi encarada com surpresa, uma vez que o empresário foi operado seis vezes ao coração nos últimos anos.

Segundo a Forbes, o empresário tinha uma fortuna avaliada em 4,4 mil milhões de dólares (4,09 mil milhões de euros) em 2017, ocupando a posição 385 dos mais ricos do mundo e o primeiro em Portugal.

Conhecido como “o rei da cortiça”, Américo Amorim transformou o negócio em seis distintas áreas: cortiça, floresta, energia, sector financeiro, imobiliário e luxo. Em 2016, a sua filha mais velha, Paula Amorim, tornou-se a líder do Grupo Amorim.

Segundo o antigo ministro do Trabalho, Indústria e Energia, Mira Amaral, nos “últimos tempos” os negócios com a Galp eram “a menina dos olhos” de Américo Amorim.

A 24 de Novembro de 1983, Américo Amorim tornou-se comendador com a Ordem Civil do Mérito Agrícola e Industrial Classe Industrial e a 30 de Janeiro e 2006 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.

Deixe uma resposta