Empresas

MP pede prisão preventiva para Manuel Godinho

O Ministério Público pediu prisão preventiva como medida de coação para Manuel Godinho, o principal arguido no processo “Face Oculta”.

O procurador entende que há perigo de fuga e quer ver agravadas as medidas de coação. A defesa de Manuel Godinho contestou.

A decisão do tribunal só será conhecida na próxima semana. Manuel Godinho compareceu a ser interrogado no Tribunal de Ovar.

O advogado de defesa contesta o pedido de prisão preventiva por considerar que o perigo de fuga não aumentou.

Ainda na sessão desta quinta-feira, o Ministério Público pediu pena de prisão de 16 anos para Manuel Godinho.

Godinho, que chegou a estar detido preventivamente, é o único arguido do processo “Face Oculta” que se mantém com medidas de coação.

Além da prestação de caução no valor de 100 mil euros, o arguido não se pode ausentar da sua área de residência, em Esmoriz, Ovar, está proibido de contactar outros arguidos e testemunhas do processo e tem de se apresentar diariamente às autoridades policiais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta