CulturaSlider

Museu entre “Diligências Amorosas” e Esculturas de Papel

 

Num verdadeiro “exercício de serviço público”, como referiu o vereador da cultura da Câmara Municipal de Ovar, Alexandre Rosas, dirigindo-se ao director do Museu de Ovar, Manuel Cleto, e ao trabalho desenvolvido em prol da cultura na cidade de Ovar, no sábado (14 de maio) tiveram lugar em dois momentos de diferentes mostras de arte, as inaugurações das exposições de Esculturas de Papel de Sachka Vorontsova, com nome artístico, KUUL Portugal, e a de pintura, “Diligências Amorosas” de Carmo Diogo, que vão estar abertas ao público até 4 de junho.

Através de uma nova abordagem das temáticas regionalistas, a exposição de Esculturas de Papel da autoria de Sachka Vorontsova, uma artista radicada em Caminha, que nasceu em Istanbul, formada em teatro, tendo-se dedicado à construção de marionetas e outras figuras, trouxe a Ovar peças únicas, desenhadas, moldadas e pintadas à mão, tendo por base a reciclagem de papel como matéria-prima a exemplo do que acontece nas festas da região norte de Portugal em que o papel é usado para modelar os tipicos cabeçudos e gigantones.

Sachka, a KUUL Portugal que tem presença habitual em feiras de artesanato, como a FIL em Lisboa, Vila do Conde ou Viana do Castelo. Apresentou no Museu de Ovar várias figuras muito expresivas, com particular relevância para peças representando Cristos e Santos em Papel, assim como alminhas.

Conjuntos de extraordinárias obras de arte em que a etnografia do Minho também subressai nos trabalhos de artesanato urbano que mereceram grande interesse dos visitantes mesmo ao nível da sua aquisição.

Já a sala dos fundadores do Museu de Ovar foi dedicada à exposição de pintura “Diligências Amorosas”, em que a artista plástica natural de Cortegaça, onde nasceu em 1963, Carmo Diogo, que vive em Vila Nova de Gaia, mostra trabalhos com base em técnicas mistas sobre tela, aguarelas, grafites e acrílico sobre papel artesanal, e, colagens e grafites.

Licenciada em Artes Plásticas, Carmo Diogo, realizou a sua primeira exposição individual há 25 anos, mas tem sido em colectivas que mais tem mostrado a sua obra, incluindo Pernik (Bulgária), Corunha (Espanha) e Rabat (Marrocos).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta