LocalSlider

Ovar perdeu sete habitantes por Km2 desde 2001 – INE

Com o aumento da dependência de idosos e a diminuição da dependência de jovens por cada 100 pessoas em idade activa, o Município de Ovar não é excepção e perdeu densidade populacional desde 2001.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística – INE, o concelho vareiro regista menos sete habitantes por quilómetro quadrado (km2) desde o início do século XXI. Mas não se pense que é o único: Na Região de Aveiro (CIRA), há mais seis municípios em perda e apenas cinco a aumentar a densidade populacional.

Pior registo do que o vareiro, entre os 11 municípios da comunidade, tiveram Anadia, Estarreja e Sever do Vouga (com menos 19 a 20 hab/km2). Águeda (10,5) e Albergaria-a-Velha (menos 6,5) também registam diminuição. Ao invés, cinco municípios dos 11 da Região aumentaram a sua densidade populacional, com destaque para Oliveira do Bairro (mais 31 habitantes por km2 – principalmente na primeira década deste século), Aveiro (mais 25 hab/km2) e Ílhavo (mais 17). Murtosa (mais 10) e Vagos (mais 4) também registam aumento. Todavia, no todo da Região de Aveiro regista-se uma diminuição ligeira de densidade populacional entre 2001 (215,9) e 2018 (214,2 hab/km2).

No conjunto dos 11 municípios da Região de Aveiro, a rácio de dependência de idosos e de dependência de jovens é de 52,0, sendo que Anadia (60,1) e Ovar (49,6) apresentam respectivamente o maior e o menor índice de dependência total. A nível nacional, Alcoutim apresenta o índice mais elevado (110) e Porto Santo o mais baixo (36,5).

Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre a realidade populacional dos municípios portugueses, referentes a 2018, indicam que Ovar (28,2), Ílhavo (28,8) e Aveiro (29,7) são os municípios com menor índice de dependência de idosos na Região de Aveiro – que apresenta uma média de 32,3. Já quanto à dependência de jovens, Ovar (18,7), Anadia (17,1) e Sever do Vouga (16,7) ocupam as últimas posições.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta