BasquetebolDesportoSlider

Plano da Ovarense prevê “despromoção” das seniores femininas

A proposta de perfil formativo e competitivo da ADO Basquetebol para a próxima época, que foi ontem aprovado em Assembleia Geral, vai manter a equipa de basquetebol masculina na Liga Profissional e prevê “despromover” a equipa feminina para a primeira divisão, após seis épocas na respectiva Liga.

O plano, que tem como preocupação o saneamento financeiro do clube, foi apresentado por Rui Palavra, presidente da direcção, na assembleia geral mais concorrida dos últimos anos e foi posto em marcha ainda antes dos associados se pronunciarem, pois o dirigente confirmou o despedimento “doloroso” de quatro funcionários com quem o clube já chegou a acordo.

Na reunião que decorreu na Escola de Artes e Ofícios, Rui Palavra revelou que a direcção está a trabalhar e já auscultou alguns dos principais patrocinadores do clube que poderão não regressar na nova época, devido às consequências da pandemia no país e no concelho de Ovar. O clube prevê um orçamento de cerca de 300 mil Euros para fazer face à nova época, que inclui a manutenção das camadas de formação, a continuidade das equipas masculinas B e seniores em competição e o supracitado sacrifício da equipa sénior feminina (custaria 31 mil Euros/época), prescindindo do direito de inscrição na liga principal.

Quando foi dada a palavra aos sócios, o sacrifício da equipa feminina foi o mais questionado, tendo o técnico Jorge Maia apelidado a medida de “hipocrisia” quando se sabe que grande parte das despesas da equipa era paga com patrocinadores próprios.

Também o anterior presidente do clube, Américo Oliveira, questionou a proposta da actual direcção mas esta viria a ser aprovada pelos mais de 70 associados presentes, com uma dezena de abstenções.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta