EmpresasSlider

Presidente reclama abertura da indústria depois da Páscoa

Após os três despachos conjunto dos ministéros da economia e da administração interna que clarificam as actividades económicas (CAE) habilitadas a laborar no Município, permitindo o funcionamento a mais 29 empresas de forma excepcional, Salvador Malheiro voltou esta manhã às redes sociais para reclamar o mesmo tratamento para “o pequeno e médio empresário”.

Neste contexto, “mantendo-se a boa tendência na evolução de novos casos de Covid19 em Ovar, o edil defenfe a abertura de toda a indústria no concelho”, na próxima terça-feira, desde que observadas as regras de funcionamento já difundidas pelo Governo.

Mais: “Essa decisão (despacho do governo) deve acontecer o mais rapidamente possível para que as empresas se possam preparar com tempo”, alertou.
“É hora de começar a reerguer a nossa economia. De sermos dos primeiros a sair desta crise e tentar ajudar a levantar Portugal”, concluiu.

Confira as empresas que já estão autorizadas:

Bosch Security Systems, Alcobre, Bi-Silque, Cordex, Kirchhoff Automotive Portugal, Polipop, Tecnocabel, Valmet, Yazaki Saltano Ovar, Elastictek, Exporplás, Cosmopak – Indústria de Cosméticos e Embalagens, Enfios, Ferral – José Luís & Cia., Ferromar – Comércio e Indústria de Fernando de Pinho Teixeira, Flex 2000 – Produtos Flexíveis, Fopil – Fábrica Ovarense de Plásticos Industriais, IPTE Ibéria – Automação Industrial, Jacinto Marques de Oliveira e Sucessores, Lusotufo – Indústrias Têxteis Irmãos Rolas, M. Oliveira Perfis Metálicos, Metalúrgica Falcão & Filhos, Omnicor – Manufaturas Internacionais de Cordoarias, Poly Lanema, Ramada Aços, Researchpack, Safina – Sociedade Industrial de Alcatifas, Sicor – Sociedade Industrial de Cordoaria, Sika Portugal – Produtos Construção e Indústria e Stow Ovar Manufacturing.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta