CarnavalSlider

Cidades do centro com Carnaval aguardam directrizes da DGS

A Rede de Cidades de Carnaval da Região Centro reuniu, esta segunda-feira, no Centro de Negócios do Eco Parque Empresarial de Estarreja, para reflectir e analisar sobre a realização do Carnaval 2021, atendendo à importância estratégica do evento para estes territórios, bem como ao actual contexto sanitário e social.

Os cinco municípios que integram esta Rede (Estarreja, Ovar, Mealhada, Figueira da Foz e Torres Vedras) refletiram, analisaram as características e singularidades de cada Carnaval, as questões de organização e logística, bem como a importância económica, social, turística para cada território.

Nesta reunião, “ficou esclarecido que todos os municípios estão a preparar o Carnaval de 2021 como habitualmente, conferindo especial atenção à evolução do actual contexto sanitário”, diz nota de imprensa, acrescentando que “Torres Vedras, dentro de duas semanas, irá apresentar o tema do Carnaval 2021”.

Foi decidido por todos os elementos da Rede solicitar uma reunião à Direcção Geral de Saúde, ao Governo e ao Turismo do Centro, “sinalizando a estas entidades o impacto e a importância para a região e para o país da realização do Carnaval nestes cinco territórios, em termos económicos e sociais, provocando, assim, uma reflexão atempada sobre assunto, de forma a suportar uma decisão devidamente fundamentada acerca da realização do Carnaval 2021”.

Recorde-se que o Município ovarense já avisou grupos e escolas de Ovar que “se não aparecer uma vacina ou um tratamento eficaz contra a doença, “não haverá Carnaval em 2021, mas teremos instalações/actividades, sem aglomeração de público, que marquem a data e a maior festividade do nosso concelho”.

ARede de Cidades de Carnaval resulta da assinatura, a 30 de novembro de 2017, de um memorando de entendimento entre os cinco municípios tendo como pressupostos a importância da cooperação intermunicipal, a relevância dos eventos para a atractividade e posicionamento dos territórios, o carácter único, singular e original de cada Carnaval, bem como a oportunidade para a implementação de um produto turístico-cultural  integrado e para a captação de financiamentos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta