LocalSlider

Reformado morreu após cair de uma altura de 4 metros

Um cidadão reformado que prestava serviço voluntário nos Bombeiros de Ovar morreu após cair de uma altura de cerca de quatro metros de um telhado que estava a reparar no recinto da corporação.

O vice-presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ovar informou que a vítima é António Silva Santos, que “não é nem nunca foi bombeiro”, antes se dedicando a algumas reparações no quartel.

“Ele esteve cá a trabalhar no serviço comunitário decretado pelo tribunal e já tinha acabado o telhado”, conta Gaspar Valente. “Mas depois houve uma telha que estava mal colocada, ele quis vir cá pôr tudo direitinho – disse que nem queria que lhe pagassem nada – e hoje, quando estava a arranjá-la, teve azar e caiu”, lamenta esse responsável.

A queda terá sido de cerca de quatro metros e, segundo o vice-presidente da Associação Humanitária, resultou em “várias lesões”, entre as quais um traumatismo craniano.

António Silva Santos, reformado, de 69 anos de idade, residente em Válega, não resistiu aos ferimentos sofridos, apesar da rápida intervenção dos meios de socorro. A corporação lamentou, em comunicado, o sucedido, endereçando pêsames á famkília enlutada.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta